Fechar
Publicidade

Domingo, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Reunião no INSS cobra soluções


Natália Lima
Do Diário do Grande ABC

04/04/2007 | 07:00


Sindicalistas, trabalhadores e representantes da Bridgestone Firestone se reuniram terça-feira com a Gerência Executiva do INSS de Santo André na tentativa de encontrar um caminho ‘amigável’ para sanar os problemas ocorridos nas perícias-médicas realizadas pelo Instituto, cuja premissa básica tem sido a liberação de trabalhadores com doenças profissionais sem condições de exercer suas funções.

Acordo - Em nota, a Gerência Executiva do INSS informou que na reunião foi discutido o encaminhamento das reclamações sobre a avaliação médico-pericial de trabalhadores da região. Afirmou também que essa é a primeira vez que o sindicato solicita uma reunião com o INSS em Santo André e que isso é uma oportunidade dos dois órgãos manterem uma boa comunicação para garantir o direito do beneficiário.

“Nunca procuramos o INSS porque não é obrigação do sindicato interferir nos problemas do órgão, não é nossa função corrigir os erros deles. Só tomamos partido da situação porque desde dezembro aumentou consideravelmente o número das reclamações aqui no sindicato”, comenta Márcio Teixeira, vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Artefatos de Borracha e Pneumáticos e Afins de São Paulo.

Segundo a gerência executiva do INSS, o sindicato encaminhará ficou de encaminhar uma lista com 50 casos de trabalhadores que não concordam com a decisão da perícia-médica do INSS.

Mas, segundo Teixeira, esse lado não ficou muito claro, “o que os trabalhadores não concordam é com as falhas nas perícias, que inclusive já foram comprovadas por médicos das empresas e dos convênios e principalmente com a situação de transformar os códigos de trabalhador 91 (acidente de trabalho) para o 31 (auxílio doença), queremos ainda, que os médicos respeitem o trabalhador”.

O instituto se comprometeu a reavaliar os casos no prazo de duas semanas, depois de receber a relação. Nessa reavaliação, o INSS verificará se o benefício por incapacidade deverá ou não ser concedido.

O sindicato se comprometeu a enviar a gerência do órgão, outra relação com mais nomes de trabalhadores, que entraram com pedido de benefício por incapacidade e não tiveram seu pedido deferido. Outro ponto acertado na reunião foi à manutenção de um diálogo permanente entre as duas entidades (Sindicato e INSS), garantindo a troca de informações e, principalmente, a solução de eventuais problemas que possam surgir nessa área.

“Na manifestação que irá ocorrer nesta quarta-feira, vamos escolher uma comissão permanente de trabalhadores para participar das conversas com o Instituto”, ressalta Teixeira.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Reunião no INSS cobra soluções

Natália Lima
Do Diário do Grande ABC

04/04/2007 | 07:00


Sindicalistas, trabalhadores e representantes da Bridgestone Firestone se reuniram terça-feira com a Gerência Executiva do INSS de Santo André na tentativa de encontrar um caminho ‘amigável’ para sanar os problemas ocorridos nas perícias-médicas realizadas pelo Instituto, cuja premissa básica tem sido a liberação de trabalhadores com doenças profissionais sem condições de exercer suas funções.

Acordo - Em nota, a Gerência Executiva do INSS informou que na reunião foi discutido o encaminhamento das reclamações sobre a avaliação médico-pericial de trabalhadores da região. Afirmou também que essa é a primeira vez que o sindicato solicita uma reunião com o INSS em Santo André e que isso é uma oportunidade dos dois órgãos manterem uma boa comunicação para garantir o direito do beneficiário.

“Nunca procuramos o INSS porque não é obrigação do sindicato interferir nos problemas do órgão, não é nossa função corrigir os erros deles. Só tomamos partido da situação porque desde dezembro aumentou consideravelmente o número das reclamações aqui no sindicato”, comenta Márcio Teixeira, vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Artefatos de Borracha e Pneumáticos e Afins de São Paulo.

Segundo a gerência executiva do INSS, o sindicato encaminhará ficou de encaminhar uma lista com 50 casos de trabalhadores que não concordam com a decisão da perícia-médica do INSS.

Mas, segundo Teixeira, esse lado não ficou muito claro, “o que os trabalhadores não concordam é com as falhas nas perícias, que inclusive já foram comprovadas por médicos das empresas e dos convênios e principalmente com a situação de transformar os códigos de trabalhador 91 (acidente de trabalho) para o 31 (auxílio doença), queremos ainda, que os médicos respeitem o trabalhador”.

O instituto se comprometeu a reavaliar os casos no prazo de duas semanas, depois de receber a relação. Nessa reavaliação, o INSS verificará se o benefício por incapacidade deverá ou não ser concedido.

O sindicato se comprometeu a enviar a gerência do órgão, outra relação com mais nomes de trabalhadores, que entraram com pedido de benefício por incapacidade e não tiveram seu pedido deferido. Outro ponto acertado na reunião foi à manutenção de um diálogo permanente entre as duas entidades (Sindicato e INSS), garantindo a troca de informações e, principalmente, a solução de eventuais problemas que possam surgir nessa área.

“Na manifestação que irá ocorrer nesta quarta-feira, vamos escolher uma comissão permanente de trabalhadores para participar das conversas com o Instituto”, ressalta Teixeira.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;