Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 1 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

PSDB quer investigar o que acontece ao redor do PT



12/06/2007 | 07:07


O presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE) disse segunda-feira que é necessário investigar "o que acontece ao redor do PT". Ele disse que “os novos acontecimentos” fazem com que a criação da CPI da Navalha seja cada vez mais importante. “Que saia e que seja ampliada”, afirmou. Tasso disse que “o PT é um centro de irradiação de ilícitos sem fim”.

Para o tucano, “o que precisa ser investigado é a tentativa ilícita de suborno para liberação de verba do Orçamento da União”. Ele afirmou que no Senado já há assinaturas suficientes para abrir a CPI, mas faltam ainda assinaturas na Câmara, já que a proposta é de uma CPI mista.

O líder do PSDB na Câmara, deputado Antônio Pannunzio (SP), disse que vai protocolar um pedido de convocação do ministro da Justiça, Tarso Genro. Ele quer que o ministro preste esclarecimentos sobre o vazamento de informações dos inquéritos da Polícia Federal. Ele disse que conversas telefônicas gravadas na Operação Xeque-Mate mostram que alguns acusados já sabiam que estavam sendo investigados.

Após o encerramento do seminário sobre meio ambiente, realizado no Rio, Tasso concordou com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que o meio ambiente é um desafio que precisa ser prioritário no programa do PSDB e a segurança como outro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PSDB quer investigar o que acontece ao redor do PT


12/06/2007 | 07:07


O presidente do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE) disse segunda-feira que é necessário investigar "o que acontece ao redor do PT". Ele disse que “os novos acontecimentos” fazem com que a criação da CPI da Navalha seja cada vez mais importante. “Que saia e que seja ampliada”, afirmou. Tasso disse que “o PT é um centro de irradiação de ilícitos sem fim”.

Para o tucano, “o que precisa ser investigado é a tentativa ilícita de suborno para liberação de verba do Orçamento da União”. Ele afirmou que no Senado já há assinaturas suficientes para abrir a CPI, mas faltam ainda assinaturas na Câmara, já que a proposta é de uma CPI mista.

O líder do PSDB na Câmara, deputado Antônio Pannunzio (SP), disse que vai protocolar um pedido de convocação do ministro da Justiça, Tarso Genro. Ele quer que o ministro preste esclarecimentos sobre o vazamento de informações dos inquéritos da Polícia Federal. Ele disse que conversas telefônicas gravadas na Operação Xeque-Mate mostram que alguns acusados já sabiam que estavam sendo investigados.

Após o encerramento do seminário sobre meio ambiente, realizado no Rio, Tasso concordou com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso que o meio ambiente é um desafio que precisa ser prioritário no programa do PSDB e a segurança como outro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;