Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Uribe oferece às Farc zona desmilitarizada para troca de prisioneiros


da AFP

14/12/2005 | 08:12


O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, aceitou na noite desta terça-feira a proposta de vários governos europeus para realizar uma reunião sobre a troca de prisioneiros em um município desmilitarizado do sudoeste do país.

"Aceitamos esta proposta porque não viola a soberania ou coloca em risco nossos compatriotas. Reconheço que isto é uma concessão do governo", disse Uribe ao aceitar a iniciativa apresentada pelos governos de França, Suíça e Espanha, que visa permitir a troca de presos com a guerrilha.

A reunião seria realizada na localidade de El Retiro, no município de Pradera (180 km a sudoeste de Bogotá), no departamento de Valle del Cauca.

Para o local iriam 40 observadores internacionais, explicou o Alto Comissário para Paz, Luis Carlos Restrepo.

Há uma semana, o governo Uribe anunciou a criação de uma comissão internacional, formada por delegados de Europa e Estados Unidos, que buscaria uma aproximação com a guerrilha visando a realização da troca de presos.

As Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) querem trocar seus 59 reféns por cerca de 500 homens detidos nas prisões colombianas. Entre os seqüestrados estão alguns políticos, como a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, militares e três norte-americanos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Uribe oferece às Farc zona desmilitarizada para troca de prisioneiros

da AFP

14/12/2005 | 08:12


O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, aceitou na noite desta terça-feira a proposta de vários governos europeus para realizar uma reunião sobre a troca de prisioneiros em um município desmilitarizado do sudoeste do país.

"Aceitamos esta proposta porque não viola a soberania ou coloca em risco nossos compatriotas. Reconheço que isto é uma concessão do governo", disse Uribe ao aceitar a iniciativa apresentada pelos governos de França, Suíça e Espanha, que visa permitir a troca de presos com a guerrilha.

A reunião seria realizada na localidade de El Retiro, no município de Pradera (180 km a sudoeste de Bogotá), no departamento de Valle del Cauca.

Para o local iriam 40 observadores internacionais, explicou o Alto Comissário para Paz, Luis Carlos Restrepo.

Há uma semana, o governo Uribe anunciou a criação de uma comissão internacional, formada por delegados de Europa e Estados Unidos, que buscaria uma aproximação com a guerrilha visando a realização da troca de presos.

As Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) querem trocar seus 59 reféns por cerca de 500 homens detidos nas prisões colombianas. Entre os seqüestrados estão alguns políticos, como a ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt, militares e três norte-americanos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;