Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Lojas mantêm preços dos veículos sem repasse do IPI



06/04/2010 | 07:00


Na primeira semana útil após a volta integral da cobrança do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) dos automóveis, as montadoras anunciaram promoções mantendo os preços antigos. As fabricantes já divulgaram tabelas com aumentos de 3,6% a 4,3% correspondentes ao repasse do tributo, mas como as lojas estão com elevados estoques, a maioria dos modelos segue com preços iguais aos cobrados até 31 de março.

A previsão é de vendas de cerca de 270 mil veículos em abril, após atingir volume recorde de 353,8 mil unidades no mês passado, 60% a mais que em fevereiro e 30% superior a março de 2009. No trimestre, as vendas totais, incluindo caminhões e ônibus, cresceram 17,9% na comparação com o mesmo período do ano passado, para 788 mil veículos.

Para o presidente da General Motors, Jaime Ardila, enquanto tiver estoque de carros faturados com o IPI antigo, as concessionárias "farão de tudo para que o consumidor possa ainda se beneficiar do corte do imposto". Para atrair consumidores às lojas na tentativa de desovar estoques, a GM lançou a campanha Chevrolet na Mão, que sorteará 25 modelos Celta e Agile entre compradores de carros novos da marca.

A Ford está com a promoção Etiqueta Vermelha, com selos identificando os modelos oferecidos sem o repasse do IPI, cuja redução durou de meados de dezembro de 2008 até 31 de março. "O consumidor pode comprar carro hoje com o mesmo desconto da semana passada, e ainda com a vantagem de já vir emplacado", diz o economista Ayrton Fontes, da MSantos. A exceção é para modelos que já estavam em falta.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;