Fechar
Publicidade

Sábado, 12 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ceni falha e Verdão arranca empate

Denis Maciel/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Camisa 1 do São Paulo entrega bola nos pés de
Robinho, que faz golaço e mantém Verdão no G-4


Rafael Mendonça

28/09/2015 | 07:00


Em falha de Rogério Ceni, o Palmeiras conseguiu o empate por 1 a 1 com o São Paulo neste domingo, no Morumbi, e se manteve no G-4 do Brasileiro, com 45 pontos, em quarto lugar. Já o Tricolor caiu para sexto, com 43.

Com forte ritmo proporcionado por Michel Bastos e Carlinhos, que jogaram bem adiantados, o time da casa foi para cima do adversário. Logo aos sete minutos, Michel Bastos arriscou de fora da área e mandou por cima, levando perigo à meta de Fernando Prass.

O goleiro palmeirense se atrapalhou cinco minutos depois ao sair da área, passar da bola e tocá-la com a mão. O árbitro mandou seguir e Rogério perdeu grande chance. Na sequência, Ganso finalizou perigosamente à esquerda da trave.

Prass se redimiu da falha anterior ao realizar duas grandes defesas em chutes de Carlinhos, aos 21, e Michel Bastos, aos 28, depois de forte cobrança de falta.

Praticamente na única vez em que chegou bem ao ataque, o Palmeiras quase marcou aos 29. Andrei Girotto cruzou da direita e Robinho cabeceou no travessão de Rogério Ceni.

Ciente de que o adversário era superior, sobretudo no meio de campo, Marcelo Oliveira tirou Andrei Girotto no intervalo e colocou o lateral João Pedro. Com isso, Lucas foi para o meio, melhorando o Verdão.

Entretanto, quem seguiu melhor foi o São Paulo. Rogério dominou bonito na meia-lua e bateu de primeira, à direita da meta. Mas o ataque seguinte do Tricolor seria fatal. Aos 14, Thiago Mendes não desistiu de bola na defesa, ganhou de Gabriel Jesus, carregou e acionou Ganso, que rolou para Carlinhos. Ele cortou para o meio e bateu sem chances para Prass.

Depois do gol, o Verdão pareceu não ter forças para chegar ao empate. Passou a pressionar nos minutos finais apenas e contou com uma falha de Rogério Ceni para marcar. Aos 47, Lucão rolou para o goleiro, que chutou nos pés de Robinho. O meia aproveitou e, por cobertura, fez belo gol, garantindo a igualdade.

Goleiro procura explicar erro; meia celebra tento salvador

Apesar do empate, o lance que definiu o Choque-Rei no Morumbi proporciou sabor de vitória para um lado e de derrota para outro. Após a falha no gol que definiu a igualdade, Rogério Ceni tentou se explicar. “Temos o estilo de sair jogando. Lucão rolou para mim, vi que não tinha mais para quem tocar e tentei chutar. A bola desviou e sobrou para o Robinho”, analisou o goleiro.

Pelo lado palmeirense, o meia reconheceu a má atuação da equipe, mas celebrou o fato. “Fizemos um de nossos piores jogos no Campeonato Brasileiro. Apesar de o Marcelo (Oliveira) ter tentado arrumar o time, fomos dominados. Mas estou muito feliz por ter marcado”, disse Robinho.

Não foi a primeira vez que os dois jogadores protagonizaram lance de belo gol. No Campeonato Paulista deste ano, no Allianz Parque, o meia acertou chute de longe e também encobriu Ceni. RM

Osorio se irrita sobre possível saída e volta a criticar o São Paulo

Depois de semana turbulenta alimentada por possível saída de Juan Carlos Osorio do comando do São Paulo, a equipe fez bom jogo e foi superior no clássico com o Palmeiras ontem. Entretanto, o gol de Robinho no fim, em lance de erro de Rogério Ceni, deixou a amarga sensação de derrota.

Visivelmente abalado por conta do resultado, o técnico demonstrou irritação ao ser questionado após a partida sobre possível reunião com representantes da seleção do México nesta semana. “Não haverá reunião. Estou cansado de mentiras”, disse.

O treinador também procurou isentar quem estava envolvido no lance do gol de empate do Palmeiras, no caso, Rogério Ceni e Lucão. “O ângulo para os que estão em campo é diferente. Procuro me preocupar com outras coisas, como o rendimento do time. Quando fui fazer modificação, não tinha quem gostaria. Não estava Breno... Mas o futebol é assim”, reclamou.

Ele também revelou o que falou em conversa com o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar. “Simplesmente respondi o que foi perguntado e fui direto. Me prometeram uma coisa e não cumpriram”, apontou.

Mas nem tudo foram críticas durante a análise de Osorio. O comandante são-paulino também destacou as atuações de Carlinhos e Thiago Mendes. “São dois extraordinários jogadores. Podem atuar em várias posições. Falei logo quando cheguei ao clube que gostaria de encontrar atletas multifuncionais, um canhoto e um destro. E aí estão eles.”

Autor do gol do Tricolor, Carlinhos discorreu sobre Osorio. “É um técnico que trabalha bastante. Perdeu muitos jogadores e vem procurando encontrar soluções dentro do elenco para montar o time”, finalizou. RM

Oliveira analisa empate como prêmio

Depois do empate com o São Paulo, conseguido no último lance do jogo, a sensação entre os palmeirenses foi a mesma: a equipe não jogou bem, mas o resultado foi bom. Apesar de ressaltar a dedicação de seus atletas para buscar a igualdade, Marcelo Oliveira reconheceu a má atuação do time, sobretudo nos primeiros 45 minutos.

“Não conseguimos jogar no primeiro tempo, não marcamos e erramos passes. Melhoramos no segundo. O gol deles saiu em um contra-ataque, em lance que tivemos três chances de marcar. O São Paulo jogou melhor, mas o empate nos premiou, muito mais pelo esforço físico”, avaliou o treinador.

Além disso, o comandante do Alviverde não escondeu que sua equipe teve uma dose de sorte. “Em um campeonato como este não podemos nos dar ao luxo de jogar desta maneira. Portanto, acredito que saímos no lucro”, completou.

Principal revelação do Verdão, Gabriel Jesus admitiu que não fez boa partida. No início da jogada que culminou no gol do São Paulo, anotado por Carlinhos, ele perdeu disputa de bola no ataque com Thiago Mendes.

“Bobeei, mas aconteceu. É coisa do jogo. Infelizmente, não pude contribuir com a parte técnica, mas tentei correr e me dedicar ao máximo. Acho que podemos considerar o resultado uma vitória”, reforçou.

Na quarta-feira, o Palmeiras recebe o Internacional no Pacaembu para o jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Na ida, houve empate por 1 a 1, no Sul. RM

Torcida palmeirense ‘clama’ por permanência de Ceni

Um dos maiores ídolos da história do São Paulo, Rogério Ceni também é constante alvo de chacotas por parte dos rivais. Ontem, após cometer erro que acarretou no gol de empate do Verdão, os palmeirenses fizeram a festa e aproveitaram para zombar do goleiro.

Como parte do procedimento de segurança da Polícia Militar, a torcida adversária precisou esperar bom tempo após o término da partida, para poder deixar o Morumbi. Enquanto aguardava, começou a gritar: ‘Fica Rogério!’, pedindo para o camisa 1 são-paulino não se aposentar.

O Choque-Rei, válido pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, teve pouco mais de 25 mil pagantes. Apesar do mau resultado para o Tricolor, o empate serviu para manter o tabu sobre o rival. Agora, são 22 partidas sem perder no Morumbi, com 13 vitórias e nove empates. RM 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;