Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 11 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Agente florestal confessa ter provocado incêndio nas ilhas Canárias


Da AFP

28/07/2007 | 18:52


O agente florestal Juan Armas, 37 anos, confessou ter sido o responsável pelo incêndio que atingiu mais de 2,5 mil hectares de bosques na ilha Grande Canária, no arquipélago espanhol das ilhas Canárias.

De acordo com a guarda civil, depois de ser preso, o agente confessou que decidiu incendiar o bosque porque o seu contrato terminaria no próximo mês de setembro. Juan Armas foi um dos primeiros a avisar do fogo.

Incêndios- Dois incêndios destruíram pouco mais de dois mil hectares nas últimas 24 horas no arquipélago espanhol das Canárias, provocando a evacuação de uma centena de pessoas, entre habitantes locais e turistas.

"O fogo, com chamas de dois a oito metros de altura devido às condições climáticas, avançou rapidamente com os ventos de grande intensidade de 15 a 20 km por hora", explicou o Ministério de Defesa, que participa da luta contra o incêndio junto com bombeiros, militares e membros da Defesa Civil.

O incêndio atingiu de maneira especial a ilha Grande Canária e, na ilha da Gomera, chegou a ameaçar o parque nacional de Garajonay, declarado patrimônio da humanidade pela Unesco em 1986.

Na península Ibérica, um incêndio num campo militar de tiro em Córdoba, provocado por uma explosão de munição antiga, devastou outros 550 hectares.

As altas temperaturas desta época do ano nas ilhas Canárias e em alguns pontos da península Ibérica e os fortes ventos favorecem os incêndios.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Agente florestal confessa ter provocado incêndio nas ilhas Canárias

Da AFP

28/07/2007 | 18:52


O agente florestal Juan Armas, 37 anos, confessou ter sido o responsável pelo incêndio que atingiu mais de 2,5 mil hectares de bosques na ilha Grande Canária, no arquipélago espanhol das ilhas Canárias.

De acordo com a guarda civil, depois de ser preso, o agente confessou que decidiu incendiar o bosque porque o seu contrato terminaria no próximo mês de setembro. Juan Armas foi um dos primeiros a avisar do fogo.

Incêndios- Dois incêndios destruíram pouco mais de dois mil hectares nas últimas 24 horas no arquipélago espanhol das Canárias, provocando a evacuação de uma centena de pessoas, entre habitantes locais e turistas.

"O fogo, com chamas de dois a oito metros de altura devido às condições climáticas, avançou rapidamente com os ventos de grande intensidade de 15 a 20 km por hora", explicou o Ministério de Defesa, que participa da luta contra o incêndio junto com bombeiros, militares e membros da Defesa Civil.

O incêndio atingiu de maneira especial a ilha Grande Canária e, na ilha da Gomera, chegou a ameaçar o parque nacional de Garajonay, declarado patrimônio da humanidade pela Unesco em 1986.

Na península Ibérica, um incêndio num campo militar de tiro em Córdoba, provocado por uma explosão de munição antiga, devastou outros 550 hectares.

As altas temperaturas desta época do ano nas ilhas Canárias e em alguns pontos da península Ibérica e os fortes ventos favorecem os incêndios.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;