Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Gore e Bush asseguram indicaçao nas eleiçoes


Do Diário do Grande ABC

15/03/2000 | 13:40


O vice-presidente Al Gore e o governador do Texas, George W. Bush, asseguraram as indicaçoes à disputa pela Casa Branca pelos Partidos Democrata e Republicano, respectivamente, ao vencer nesta terça-feira as eleiçoes primárias organizadas em seis Estados sulistas.

Gore e Bush ganharam as primárias de seus partidos na Flórida, Texas, Mississipi, Oklahoma, Tennessee e Louisiana, conquistando delegados suficientes para garantir a indicaçao nas convençoes partidárias, anunciaram as televisoes americanas, baseando-se em pesquisas de boca de urna.

Estas vitórias nao representaram surpresa, pois Gore e Bush nao enfrentavam uma competiçao real depois que seus respectivos e principais adversários, Bill Bradley e John McCain, se retiraram da disputa devido às arrasadoras derrotas nas primárias da chamada ``Superterça'', em 7 de março.

Nas primárias desta ``segunda Superterça'' estavam em jogo 341 delegados do Partido Republicano e 566 do Partido Democrata.

Com seus triunfos de ontem, Gore acumula 2.575 delegados, superando com folga os 2.169 necessários para assegurar sua vitória na convençao de democrata de Los Angeles, segundo a CNN. E Bush, soma 1.102, ultrapassando também a cota dos 1.034 que lhe asseguravam matematicamente a indicaçao na Filadélfia.

A Flórida, onde o governador republicano Jeb Bush fez campanha em favor de seu irmao George, será um dos prêmios aos presidenciais por ser o quarto Estado com maior peso eleitoral dos Estados Unidos, depois de Nova York, Califórnia e Texas.

As autoridades eleitorais da Flórida infomaram sobre um índice de abstençao de mais de 80%, seguramente resultado da perda de interesse depois da retirada de Bradley e de McCain da competiçao.

Essa circunstância permitiu, no entanto, que Gore e Bush começassem a medir forças, tentando conquistar os candidatos do ``centro moderado'', que podem decidir as eleiçoes na Flórida, em novembro.

Al Cárdenas, diretor do Partido Republicano da Flórida, prognosticou que Bush terá vantagem nesse Estado, pelo menos parcialmente, graças ao apoio da ampla comunidade hispânica às ``diferenças significativas entre os dois candidatos em relaçao a Cuba''. O setor mais anticastrista do exílio cubano critica o governo Clinton-Gore por sua política em relaçao a Cuba, que lhes parece muito branda.

Bush defende a importância de reduzir o imposto de renda e propoe reformas educativas polêmicas, como gastar dinheiro público para pagar o ensino privado de estudantes que vivem perto de escolas públicas de má qualidade. Trata-se de programa de vales que Jeb Bush já estreiou na Flórida e que um juiz derrubou por considerar anticonstitucional.

Gore, em compensaçao, promete ampliar o alcance dos serviços de saúde, em poucos países do mundo industrializado sem um sistema médico acessível a todos os cidadaos. Existem 44 milhoes de americanos, mais que a populaçao da Espanha, sem seguro médico nenhum.

O vice-presidente deseja que toda criança tenha acesso ao sistema de saúde para 2005, e quer subvencionar através do programa ``Medicare'' as receitas médicas aos avançados na idade, conceito popular entre as muitas comunidades de idosos e aposentados da Flórida.

Gore votou na manha de terça-feira no Tennessee, mas viajou para capital da Flórida, Tallahassee, para passar a noite, enquanto que o governador do Texas ficou em Austin e votou pelo correio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Gore e Bush asseguram indicaçao nas eleiçoes

Do Diário do Grande ABC

15/03/2000 | 13:40


O vice-presidente Al Gore e o governador do Texas, George W. Bush, asseguraram as indicaçoes à disputa pela Casa Branca pelos Partidos Democrata e Republicano, respectivamente, ao vencer nesta terça-feira as eleiçoes primárias organizadas em seis Estados sulistas.

Gore e Bush ganharam as primárias de seus partidos na Flórida, Texas, Mississipi, Oklahoma, Tennessee e Louisiana, conquistando delegados suficientes para garantir a indicaçao nas convençoes partidárias, anunciaram as televisoes americanas, baseando-se em pesquisas de boca de urna.

Estas vitórias nao representaram surpresa, pois Gore e Bush nao enfrentavam uma competiçao real depois que seus respectivos e principais adversários, Bill Bradley e John McCain, se retiraram da disputa devido às arrasadoras derrotas nas primárias da chamada ``Superterça'', em 7 de março.

Nas primárias desta ``segunda Superterça'' estavam em jogo 341 delegados do Partido Republicano e 566 do Partido Democrata.

Com seus triunfos de ontem, Gore acumula 2.575 delegados, superando com folga os 2.169 necessários para assegurar sua vitória na convençao de democrata de Los Angeles, segundo a CNN. E Bush, soma 1.102, ultrapassando também a cota dos 1.034 que lhe asseguravam matematicamente a indicaçao na Filadélfia.

A Flórida, onde o governador republicano Jeb Bush fez campanha em favor de seu irmao George, será um dos prêmios aos presidenciais por ser o quarto Estado com maior peso eleitoral dos Estados Unidos, depois de Nova York, Califórnia e Texas.

As autoridades eleitorais da Flórida infomaram sobre um índice de abstençao de mais de 80%, seguramente resultado da perda de interesse depois da retirada de Bradley e de McCain da competiçao.

Essa circunstância permitiu, no entanto, que Gore e Bush começassem a medir forças, tentando conquistar os candidatos do ``centro moderado'', que podem decidir as eleiçoes na Flórida, em novembro.

Al Cárdenas, diretor do Partido Republicano da Flórida, prognosticou que Bush terá vantagem nesse Estado, pelo menos parcialmente, graças ao apoio da ampla comunidade hispânica às ``diferenças significativas entre os dois candidatos em relaçao a Cuba''. O setor mais anticastrista do exílio cubano critica o governo Clinton-Gore por sua política em relaçao a Cuba, que lhes parece muito branda.

Bush defende a importância de reduzir o imposto de renda e propoe reformas educativas polêmicas, como gastar dinheiro público para pagar o ensino privado de estudantes que vivem perto de escolas públicas de má qualidade. Trata-se de programa de vales que Jeb Bush já estreiou na Flórida e que um juiz derrubou por considerar anticonstitucional.

Gore, em compensaçao, promete ampliar o alcance dos serviços de saúde, em poucos países do mundo industrializado sem um sistema médico acessível a todos os cidadaos. Existem 44 milhoes de americanos, mais que a populaçao da Espanha, sem seguro médico nenhum.

O vice-presidente deseja que toda criança tenha acesso ao sistema de saúde para 2005, e quer subvencionar através do programa ``Medicare'' as receitas médicas aos avançados na idade, conceito popular entre as muitas comunidades de idosos e aposentados da Flórida.

Gore votou na manha de terça-feira no Tennessee, mas viajou para capital da Flórida, Tallahassee, para passar a noite, enquanto que o governador do Texas ficou em Austin e votou pelo correio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;