Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Azulão sofre a segunda eliminação em um mês


Analy Cristofani
Do Diário do Grande ABC

27/03/2003 | 00:31


Há exato um mês depois de ser eliminado do Campeonato Paulista pelo Palmeiras por 2 a 0, o São Caetano perdeu nesta quarta à noite, no Maracanã, para o Botafogo pelos mesmos 2 a 0. Com o resultado, o time foi eliminado da Copa do Brasil por outra equipe da Segunda Divisão na segunda rodada da competição nacional. No primeiro jogo, o time havia sido derrotado por 2 a 1 e precisava ao menos de uma vitória pelo mesmo placar para levar a decisão para os pênaltis, o que não aconteceu. Agora, o grupo terá apenas de voltar suas atenções para o Campeonato Brasileiro, que começa para o time do Grande ABC domingo, quando encara o Cruzeiro, em Belo Horizonte. O Botafogo, classificado às oitavas-de-final, pega o vencedor do confronto entre Ituano e Goiás.

O São Caetano entrou cauteloso porque sabia do perigo que seria levar um gol. Assim, o time do Grande ABC procurou avançar apenas com segurança, diante de um Botafogo em busca da vitória para se recuperar do fracasso no Estadual.

A primeira chance do Azulão aconteceu apenas aos 18 minutos, com o lateral-direito Rafael. Ele apareceu na cara do gol e tocou de direita, mas o goleiro Max colocou para escanteio, no primeiro chute a gol do jogo e a primeira oportunidade clara de abrir o placar.

Esta foi a melhor chance das duas equipes em toda a primeira etapa. Na seqüência, Adhemar cobrou escanteio e mais uma vez o goleiro alvinegro espalmou para a linha de fundo. O atacante era uma das grandes esperanças, com chutes e cobranças de falta.

Com 25 minutos, o São Caetano já impunha seu ritmo e era melhor na partida. Mas foi justamente neste momento que começou a chover no Maracanã e algumas poças d’água foram sendo formadas, o que atrapalhou o toque de bola da equipe do técnico Mário Sérgio. O jogo passou a ser faltoso e truncado, o que dificultava a aproximação nas duas áreas. Era uma partida de poucas emoções.

A chuva diminuiu no segundo tempo e a marcação em cima de Adhemar era cada vez mais forte. O atacante do São Caetano sofreu com a forte marcação da equipe carioca, mas não conseguiu, nem nas bolas paradas, resolver para seu time.

Com mais da metade da etapa final, o Botafogo, que podia perder até por um gol, passou a tocar a bola e administrar o resultado, que lhe garantia nas oitavas-de-final da competição. Aos 33 minutos, o sonho do Azulão foi de vez para o espaço. Mineiro fez falta e Sandro cobrou. O goleiro Luciano fez defesa parcial e a bola sobrou para Fernando fazer 1 a 0 para o Botafogo. Aos 47, Rodrigo Fernandes sofreu pênalti de Luciano, que não tinha outra alternativa. Um minuto depois, Leandrão cobrou para fazer 2 a 0.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Azulão sofre a segunda eliminação em um mês

Analy Cristofani
Do Diário do Grande ABC

27/03/2003 | 00:31


Há exato um mês depois de ser eliminado do Campeonato Paulista pelo Palmeiras por 2 a 0, o São Caetano perdeu nesta quarta à noite, no Maracanã, para o Botafogo pelos mesmos 2 a 0. Com o resultado, o time foi eliminado da Copa do Brasil por outra equipe da Segunda Divisão na segunda rodada da competição nacional. No primeiro jogo, o time havia sido derrotado por 2 a 1 e precisava ao menos de uma vitória pelo mesmo placar para levar a decisão para os pênaltis, o que não aconteceu. Agora, o grupo terá apenas de voltar suas atenções para o Campeonato Brasileiro, que começa para o time do Grande ABC domingo, quando encara o Cruzeiro, em Belo Horizonte. O Botafogo, classificado às oitavas-de-final, pega o vencedor do confronto entre Ituano e Goiás.

O São Caetano entrou cauteloso porque sabia do perigo que seria levar um gol. Assim, o time do Grande ABC procurou avançar apenas com segurança, diante de um Botafogo em busca da vitória para se recuperar do fracasso no Estadual.

A primeira chance do Azulão aconteceu apenas aos 18 minutos, com o lateral-direito Rafael. Ele apareceu na cara do gol e tocou de direita, mas o goleiro Max colocou para escanteio, no primeiro chute a gol do jogo e a primeira oportunidade clara de abrir o placar.

Esta foi a melhor chance das duas equipes em toda a primeira etapa. Na seqüência, Adhemar cobrou escanteio e mais uma vez o goleiro alvinegro espalmou para a linha de fundo. O atacante era uma das grandes esperanças, com chutes e cobranças de falta.

Com 25 minutos, o São Caetano já impunha seu ritmo e era melhor na partida. Mas foi justamente neste momento que começou a chover no Maracanã e algumas poças d’água foram sendo formadas, o que atrapalhou o toque de bola da equipe do técnico Mário Sérgio. O jogo passou a ser faltoso e truncado, o que dificultava a aproximação nas duas áreas. Era uma partida de poucas emoções.

A chuva diminuiu no segundo tempo e a marcação em cima de Adhemar era cada vez mais forte. O atacante do São Caetano sofreu com a forte marcação da equipe carioca, mas não conseguiu, nem nas bolas paradas, resolver para seu time.

Com mais da metade da etapa final, o Botafogo, que podia perder até por um gol, passou a tocar a bola e administrar o resultado, que lhe garantia nas oitavas-de-final da competição. Aos 33 minutos, o sonho do Azulão foi de vez para o espaço. Mineiro fez falta e Sandro cobrou. O goleiro Luciano fez defesa parcial e a bola sobrou para Fernando fazer 1 a 0 para o Botafogo. Aos 47, Rodrigo Fernandes sofreu pênalti de Luciano, que não tinha outra alternativa. Um minuto depois, Leandrão cobrou para fazer 2 a 0.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;