Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Líder da Al Qaeda morre em tiroteio na Arábia Saudita


Do Diário OnLine
Com Agências

16/03/2004 | 11:17


Um dos dois islâmicos sauditas mortos na segunda-feira em um confronto com forças de segurança em um bairro residencial de Riad (capital da Arábia Saudita) foi identificado, nesta terça, como um líder de alto escalão da rede terrorista Al Qaeda.

A vítima, que seria chefe das operações da rede na Península Arábica, é supostamente Abu Hazim al-Shair, também conhecido como Kahlid ali Hajj. Dentro do grupo de Osama Bin Laden, ele era apelidado ‘O poeta’.

Hajj, original do Iêmen, era procurado desde maio. Seu nome constava na lista de 26 militantes - 23 sauditas, dois marroquinos e um iemenita - procurados por seus supostos vínculos com os atentados que causaram 52 mortos em maio e novembro de 2003 em Riad.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Líder da Al Qaeda morre em tiroteio na Arábia Saudita

Do Diário OnLine
Com Agências

16/03/2004 | 11:17


Um dos dois islâmicos sauditas mortos na segunda-feira em um confronto com forças de segurança em um bairro residencial de Riad (capital da Arábia Saudita) foi identificado, nesta terça, como um líder de alto escalão da rede terrorista Al Qaeda.

A vítima, que seria chefe das operações da rede na Península Arábica, é supostamente Abu Hazim al-Shair, também conhecido como Kahlid ali Hajj. Dentro do grupo de Osama Bin Laden, ele era apelidado ‘O poeta’.

Hajj, original do Iêmen, era procurado desde maio. Seu nome constava na lista de 26 militantes - 23 sauditas, dois marroquinos e um iemenita - procurados por seus supostos vínculos com os atentados que causaram 52 mortos em maio e novembro de 2003 em Riad.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;