Fechar
Publicidade

Memória

Publicado em domingo, 26 de julho de 2015 às 21:38 Histórico

A força do futebol e a AA São Bento

A riqueza do futebol de São Caetano é antiga. A cidade possuía uma várzea com dezenas de campos de futebol hoje ocupados por prédios. E mesmo equipes da vizinha Zona Leste paulistana preferiam disputar os campeonatos promovidos em São Caetano.

Começa a Semana São Caetano 2015 aqui em  Memória. E o assunto é futebol, graças a uma alma generosa e anônima que deixou na Redação do Diário um exemplar do Álbum Futebolístico de São Paulo, editado pela Federação Paulista de Futebol em 1957, com informações que vão até 1956.

A obra é vasta, tamanho gigante, com capas revestidas de madeira. Fartamente ilustrado, o álbum traz informações das equipes que disputavam as principais divisões de profissionais do Estado. Rei Pelé iniciava carreira no Santos mas, como menino reserva, nem aparece na foto do time principal.

De São Caetano, integrava a Primeira Divisão a Associação Atlética São Bento, fruto de fusão entre o Comercial da cidade de São Paulo e o São Caetano EC. A fusão não daria certo. O São Caetano voltaria a ser autônomo, recuperando seu nome e trajetória. Mas o registro da Associação São Bento é perpetuada graças aos autores do álbum: Thomaz Mazzoni (chamado Olimpicus), na supervisão; e Nelson Martins de Almeida, que cuidou da redação e da coordenação.

E é graças a Nelson Martins de Almeida que o futebol de São Caetano é brindado no álbum, não apenas com o seu time principal, a AA São Bento, mas com fotos, distintivos e esportistas de vários outros clubes da cidade, o que veremos ao longo desta Semana de festas em São Caetano.

Os demais clubes do nascente ABC, futuro Grande ABC, não aparecem no álbum da FPF de 1957. Só São Caetano. E a explicação é simples: naquele tempo, Nelson Martins de Almeida foi contratado pelo município para organizar um livro sobre a administração pública. Tomou contato com a cidade. E registrou os seus principais clubes.

Venham conosco, esportistas de São Caetano e Grande ABC. E quem souber do paradeiro, digam como localizar notícias do jornalista Nelson Martins de Almeida. Ele foi muito importante naquele 1956 para o futebol e Memória da cidade. E merece ser citado, quem sabe ainda nesta Semana São Caetano 2015.

Títulos e slogans

Santos FC – Campeão da técnica e da disciplina, bicampeão paulista 1955-6.

São Paulo FC – O clube da fé, vice-campeão paulista 1956.

Corinthians – Campeão dos centenários, 1922 e 1954.

Palmeiras – Campeão da primeira Taça Rio.

Portuguesa de Desportos – Fita Azul do futebol brasileiro.

Diário há 30 anos

Sexta-feira, 26 de julho de 1985 – ano 28, nº 5886

Saúde – Todas as contas de hospitais, clínicas e laboratórios de Santo André e Mauá que mantêm convênio com a Previdência Social serão revisadas pela perícia da Polícia Federal.

Educação – Para educadores reunidos no I Congresso de Educação de São Bernardo, computador em escolas é fato irreversível.

São Caetano – Prefeito Walter Braido quer museu no Palácio Denardi, no bairro Fundação.

Em 26 de julho de...

Francisco Arnoni nasce em Paranapiacaba. Foi vereador de Ribeirão Pires e o seu segundo prefeito. Governou a cidade entre 1959 e 1962.

Joaquim Luiz de Brito, inspetor escolar, visita as escolas do Município de São Bernardo.

A guerra. Do noticiário do Estadão: “O avanço dos alemães na linha Janischki-Shawli”.
Em partida realizada no Estádio Lauro Gomes, hoje Anacleto Campanella, as seleções de São Caetano e Ribeirão Pires empatam em 1 a 1. Foi o jogo da entrega das faixas aos jogadores de São Caetano, campeões da I Taça João Ramalho disputada no Grande ABC.

A Seleção de São Caetano jogou com Sérgio (Vitinho), Galvão, Dadinho, Décio e Balila (Tito), Bezourinho (Xixela) e Hortêncio; Jonas (Quico), Nei (Gijão), Wilson e Carlos Alberto (Bile).

Seleção de Ribeirão Pires: Ricieri, Jaburu (Gilberto), Mario, Marcos e Acácio; Benê, Moacir (Trani) e Geová; William, Pelé (Perácio) e Carlinhos.
Gols: Gijão e Carlinhos.

São Caetano completa a demolição de 16 quadras da Avenida Goiás para o alargamento da via. Outras cinco quadras estavam em processo de demolição e havia cinco casos de desapropriações em pendência judicial.

Barro Paulista

São Miguel. Século 18. Barro cozido e policromado. Proveniente de São Luiz de Paraitinga.
Imagem faz parte da exposição Barro Paulista: a tradição bandeirante do imaginário em barro cozido. Em cartaz no Museu de Arte Sacra, Capital (Avenida Tiradentes, 676, bairro da Luz). Curador: Dalton Sala.

Santos do Dia

Ana
Joaquim
Pastor

Município paulista

Hoje é o aniversário de Areias e Sumaré.

PADROEIRA – Feriado em louvor a Santana nas cidades de Botucatu, Itapeva, Mogi das Cruzes, Pedreira, Santana de Parnaíba, Sumaré, vargem Grande do Sul e Vinhedo

Hoje

Dia dos Avós e Bisavós.
Dia da Vida

CIDADE DO VATICANO – O papa Francisco enviou as suas felicitações e apoio à Igreja da Inglaterra e País de Gales, por ocasião do Dia da Vida, que se celebra hoje, dedicado neste ano ao fim da vida com o título: “Cultivar a vida, aceitar a morte”. 



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC