Publicado em domingo, 27 de janeiro de 2013 às 11:27

Incêndio deixa 233 mortos em Santa Maria (RS)


Marília Montich
Vagner Aquino
Com AE

Incorporar notícia

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, todas as 233 vítimas fatais do incêndio que atingiu a boate Kiss na madrugada deste domingo, na cidade gaúcha de Santa Maria, já foram identificadas. No total, são 120 homens e 113 mulheres.

Segundo o chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira, agora a prioridade é a investigação dos fatos. "A polícia vai apurar os fatos na sua integralidade, mas vamos evitar juízos prematuros neste momento", disse Vieira.

DETALHES
Ainda de madrugada, um caminhão precisou realizar quatro viagens para retirar os corpos do local e levá-los até o ginásio municipal da cidade, onde as famílias já começaram a fazer os velórios. Além dos mortos, 131 pessoas ficaram feridas, sete com queimaduras graves.

Testemunhas afirmam que o fogo começou por volta das 2h30, durante o show pirotécnico da apresentação de uma banda, e só foi controlado por volta das 5h. O material de isolamento acústico do prédio - feito de espuma - incendiou e a fumaça intoxicou as vítimas.

O Corpo de Bombeiros afirmou que as vítimas fatais morreram devido à inalação da fumaça. "A maior parte das pessoas morreu asfixiada. Elas entraram em pânico e acabaram pisoteando umas às outras. O principal fator (para as mortes) foi a asfixia. O isopor gera uma fumaça muito tóxica", afirmou o comandante geral dos bombeiros, coronel Guido de Melo. Ainda segundo os bombeiros, a porta principal da casa noturna estava trancada e o alvará do Plano de Prevenção de Combate a Incêndio da boate Kiss estava vencido desde agosto de 2012.

Conforme um segurança que trabalhava na boate no momento do incêndio, entre mil e duas mil pessoas estariam no local, a maioria jovens, já que lá acontecia uma festa universitária da UFSM (Universidade Federal de Santa Maria). O número não foi confirmado pelas autoridades.

Cidades vizinhas a Santa Maria se mobilizaram e receberam as vítimas da tragédia em seus hospitais.

Essa já é considerada a maior tragédia do Estado e o segundo maior incêndio do País, ficando atrás apenas do  incêndio no Grande Circo Brasileiro, no Rio de Janeiro, em 1961.

Veja todas as notícias clicando aqui



Veja Também

Tags

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Revista Playboy Revista Sexy Palmeiras Corinthians São Paulo Santos Santo André São Bernardo São Caetano Diadema Ribeirão Pires Mauá Rio Grande da Serra Grande ABC Ronan Maria Pinto

Action 'Detalhe :: Index', Execute: 0,016s, Render: 0,097s.