Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

SAI: a cada 10 carros, 4
usam pedágio eletrônico

Orlando Filho/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Quantidade de motoristas que optam por sistema
automático de cobrança aumentou em dois anos


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

07/09/2014 | 07:00


A cada dez carros de passeio que descem ao Litoral pelo SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), quatro utilizam sistema eletrônico de cobrança de pedágio. No Trecho Sul do Rodoanel, a proporção é ainda maior: no primeiro semestre deste ano, 52% dos automóveis pagaram a tarifa por meio dos dispositivos automáticos. Nas três rodovias, o uso dessa tecnologia aumentou desde 2012, quando o governo paulista determinou a abertura do mercado e autorizou o funcionamento de novas empresas. Até então, a única que possuía permissão para operar o serviço era a Sem Parar/Via Fácil. Hoje, são três opções.

Na praça do km 32 da Rodovia dos Imigrantes, a quantidade de automóveis que passaram pelas cabines de cobrança automática era de 41% no primeiro semestre 2012, chegando a 44% no biênio seguinte. Em 2013, segundo a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), o VDM (volume diário médio) no sentido Litoral era de 28.795 carros de passeio. Já na Anchieta, rodovia que em 2013 registrava VDM de 5.949 automóveis na pista Sul, o índice era de 36% na primeira metade de 2012, chegando a 37% e 39% nos períodos seguintes.

Entre veículos comerciais, a proporção é significativamente maior. Na Imigrantes, os primeiros semestres de 2012 e 2013 registraram a passagem de 68% dos caminhões e ônibus pelas cabines automáticas, chegando a 71% até junho deste ano. Na Anchieta, eram 65% em 2012, índice que subiu para 66% nas primeiras metades de 2013 e 2014. As informações são da Ecovias.

No Trecho Sul do Rodoanel, 11,6 milhões de automóveis pagaram o pedágio pelo sistema eletrônico no primeiro semestre de 2014, o que equivale a 52% do total. Em 2012, o volume era de 47%, chegando a 50% em 2013, segundo a SPMar. Nos seis primeiros meses deste ano, também foi registrada a passagem de 3,5 milhões de veículos pesados pelas cabines de cobrança automática – 77% em relação à totalidade. Nos anos anteriores, a proporção era de 72% e 74%.

Para o diretor executivo da SPMar, Marcos Abreu Fonseca, o sistema eletrônico oferece praticidade aos motoristas, já que há ganho de tempo na passagem pela cabine. “Além disso, existem outras vantagens, como no caso das transportadoras, que podem fazer o controle das passagens pelos pedágios, garantindo o cumprimento de horários e roteiros preestabelecidos.” Fonseca salienta o aumento da segurança aos condutores, já que não há necessidade do uso de dinheiro em espécie.

Até o momento, não há previsão de abertura de novas cabines automáticas. Isso está atrelado ao aumento da demanda, diz a concessionária.

Artesp expande sistema de tarifa por trecho percorrido

A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) está expandindo o sistema Ponto a Ponto, que prevê o pagamento de pedágio por trecho percorrido, sem necessidade de pagamento do valor cheio em caso de trajetos mais curtos. A próxima rodovia atendida será a SP-332, que liga Paulínia a Engenheiro Coelho, no Interior. Será a quarta estrada paulista a contar com o programa.

O diretor de Operações da Artesp, Giovanni Pengue Filho, afirma que o Estado tem objetivo de levar o projeto a outras rodovias, mas que ainda não há definição de quais. “A ideia do Ponto a Ponto é que a adesão seja voluntária. Para expandir, é necessária consolidação do sistema automático”, explica.

Nas próximas semanas a empresa Move Mais deve iniciar a operação de cobrança eletrônica nas rodovias paulistas. A autorização para o serviço já foi dada pela Artesp. Também atuam nesse mercado as companhias Sem Parar/Via Fácil, ConectCar e Auto Expresso.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados