Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

A força industrial

José Roberto Gianello e a indústria


Ademir Medici

07/08/2014 | 07:00


José Roberto Gianello e a indústria. O nosso orientador nesta 2ª Semana São Caetano, 2014, atuou em várias empresas industriais. Sua personalidade criativa não permitiu que ele marcasse ponto, permanentemente, em nenhuma delas. Mas de todas guarda lembranças, registros, histórias que ajudam a entender como se deu o crescimento econômico da cidade e região.

A brochura de 1952 sobre São Caetano que Gianello guardou traz uma listagem importantíssima do comércio e indústria da cidade 60 e poucos anos atrás. Uma das riquezas da publicação idealizada pelo jornalista Nelson Martins de Almeida.

O armazém de secos de molhado, o posto de combustíveis, a farmácia, a pequena fábrica, tudo está na publicação. Das grandes companhias, informações diferenciadas e mais completas.

Um exemplo: a Ferro Enamel, então localizada à Avenida Goiás, com os nomes dos seus diretores e representantes, a atividade exercida, os produtos importados. Gianello se esforça para republicar a brochura Isto é São Caetano, preferencialmente trazendo uma comparação com os dias presentes.

NOSSO ORIENTADOR

Escreve José Roberto Gianello: “O pesquisador de São Caetano Evair Lopes, do bairro Nova Gerty, procura identificar os fabricantes de uma bebida chamada Creme de Anis Escarchado, fabricado pela Indústria e Comércio de Bebidas General, que estava localizada na Rua Lourdes, 494, Vila Gerty. Ele possui uma garrafa da bebida há mais de 20 anos e recebeu de outra pessoa que a guardava há mais de 15 agora”.

NOTA DA MEMÓRIA

Pois é, produto e indústria citados por Evair e Gianello não aparecem na listagem de 1952. Mas lá estão outras fábricas de bebidas e tantas razões sociais mais. Diversificada, a São Caetano já produzia de tudo naquele início da década de 1950.

Diário há 30 anos

Terça-feira, 7 de agosto de 1984 – Ano 27, nº 5590

Manchete – Aliança democrática lança programa e oficializa-se. PMDB e frente liberal lançavam Tancredo Neves e José Sarney, candidatos a presidente e vice da República no Colégio Eleitoral.

São Bernardo – Prefeito Aron Galante, de São Bernardo, afasta-se por quatro meses do cargo, após cirurgia.

Trinta anos depois, lépido e simples como sempre, o médico Aron Galante mantém-se fiel à sua cidade e pode ser visto calmamente circulando pelas ruas de São Bernardo.

Jogos Olímpicos – Joaquim cruz ganha ouro para o Brasil nos 800 metros rasos.

Futebol – Domingo, no Bruno Daniel, pelo Campeonato Paulista: Santo André 1, Corinthians 1.

Em 7 de agosto de...

1914 – A Primeira Guerra Mundial. Da manchete do Estadão: A Bélgica resiste à invasão alemã; os russos invadem a Áustria; a resistência da Sérvia.

Santos do dia

- São Caetano de Thiene (Itália: 1480-1547). Fundou a Ordem dos Teatinos Regulares. Padroeiro da nossa cidade de São Caetano desde a fundação da fazenda com o seu nome, pelos beneditinos, em 1717.

- Sisto II e Companheiros

- Vitricio

Bom Jesus de Iguape – Leitor Douglas Pasquini, de São Caetano, escreve para lembrar que Memória não citou, ontem, a cidade de Iguape, no Vale do Paraíba, que tem uma das maiores comemorações de Bom Jesus no Estado. Fica o registro e a foto da imagem histórica de Bom Jesus seguindo em procissão nas ruas coloniais de Iguape. O aparecimento da imagem de Bom Jesus, na cidade, ocorre em 1647 e possui estudo na Revista do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (vol. I, p. 128, 1895).

Religiosidade – Ilê Alaketu Asé Airá torna-se hoje patrimônio cultural de São Bernardo, por iniciativa da Secretaria de Cultura da Prefeitura. A casa fica no bairro Batistini. Foi presidida por Pai Pérsio, reconhecido no Brasil como ícone do candomblé. Desenvolve trabalho significativo na cidade, especialmente aos mais carentes.

A instalação do terreiro ocorreu no início da década de 1970. Pelo tamanho, porte e tradição, é uma das casas representativas das grandes linhagens da nação Ketu. Ela integra a constelação dos herdeiros dos grandes babalorixás e yalorixás brasileiros do século 20.

O terreiro foi tombado pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de São Bernardo em 11-12-2013.

Programação de hoje

13h – Abertura do terreiro para visitação pública

18h – Missa em homenagem a Pai Pérsio de Xangô

20h – Solenidade de consolidação do terreiro como patrimônio cultural

Local – Rua Antonio Batistini, 226, bairro Batistini
Informações – 4347-0134 


Leia mais



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.