Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

Publicado em quarta-feira, 25 de setembro de 2013 às 07:00 Histórico

Ditadura permanece viva na sociedade do Brasil e do Chile

Os militares chegaram ao poder em diversos países da América Latina entre as décadas de 1960 e 1970, mas as marcas da ditadura continuam vivas na sociedade latino-americana. As influências militares nos dias atuais unem Brasil e Chile, países do continente que sofreram as mais violentas repressões, são realidade, assim como a sede de Justiça.

O seminário internacional para discutir a ligação entre brasileiros e chilenos no período militar, organizado pelo projeto Acorda ABC, ontem, em Santo André, deixou claro que os dois povos ainda tentam superar os anos de chumbo. O Chile luta para mudar sua constituição que foi elaborada pelo general Augusto Pinochet, autor do golpe militar em 1973. O Brasil batalha para conseguir a condenação de militares e torturadores através da revisão da Lei da Anistia, aprovada em 1979.

O fim do regime chileno não colocou um ponto final na forma de oferecer serviços públicos. A educadora Camila Donato Pizarro disse que é inaceitável viver numa sociedade regida pelas leis criadas pelos militares. “Estamos falando da mesma constituição que criou a ferro e fogo a ditadura. Temos que conviver com Educação, Cultura e direitos humanos previstos daquela época.”

O dirigente da CUT no Chile Jose Figueroa ressaltou que os movimentos sociais no país continuam marginalizados porque a constituição chilena permite. Se uma pessoa quiser concorrer ao cargo eletivo, ela não pode ocupar função sindical, por exemplo. “Os direitos humanos precisam ser para todos. A soberania precisa ser preservada”, declarou. Cerca de 300 sindicalistas capturados pelo regime continuam desaparecidos.

Moises Labraña é um sindicalista que conseguiu escapar das garras da ditadura. Fundador da CUT chilena e dirigente da juventude comunista é filho de militar. Ele defendeu a luta pela independência latino-americana. “Parece contraditório dizer que minha família era de militares e eu militei contra a ditadura, mas muitos policiais foram fuzilados por não concordarem com as ordens do general (Pinochet). Precisamos deixar um legado para que nunca mais a América Latina seja dominada por um estado imperialista”, ressaltou. 

O antropólogo e decano da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade do Chile, Osvaldo Torres Gutierrez, avaliou que o resgate da lembrança dos presos, exilados e torturados é capaz de apagar a marca institucionalizada dos militares na sociedade. “A memória é combativa e é ela que vai nos reconduzir a redemocratização do país”, analisou o professor.

Gutierrez destacou que a política de Pinochet teve quatro eixos: tratamento hostil aos estrangeiros, execução de pessoas ligadas aos movimentos de esquerda, repressão e tratamento arbitrário dos chilenos no exílio. “Não estamos buscando restos do passado. Somos o presente e com isso poderemos pensar no futuro”, concluiu o antropólogo.

ANISTIA

Os depoimentos dos brasileiros no seminário clamavam por justiça. O professor mauaense Olivier Negri reivindicou a revisão da Lei de Anistia, que isenta os militares de responder pelos crimes contra os direitos humanos. “Não prego espírito de revanche, mas não é justo saber onde moram os meus torturadores. Vivem numa boa, anistiados e ganhando salário do Estado. Precisa acabar com essa pouca vergonha”, esbravejou.

No Chile, 59 militares que atuaram no regime estão presos. “Estão em prisão de luxo e vivem como se fossem pessoas livres”, reclamou Camila Donato.



Veja Também

Tags

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC



Revista Playboy Revista Sexy Palmeiras Corinthians São Paulo Santos Portal Santo André Portal São Bernardo Portal São Caetano Portal Diadema Portal Ribeirão Pires Portal Mauá Portal Rio Grande da Serra Portal Grande ABC Ronan Maria Pinto Notícias Regionais Política Regional Vídeos de Santo André no ABC Paulista Vídeos de São Bernardo no ABC Paulista Vídeos de São Caetano no ABC Paulista Vídeos de Diadema no ABC Paulista Vídeos de Mauá no ABC Paulista Vídeos de Rio Grande da Serra no ABC Paulista Vídeos de Ribeirão Pires no ABC Paulista Notícias do dia 28 do 11 de 1999 Notícias do dia 28 do 11 de 2000 Notícias do dia 28 do 11 de 2001 Notícias do dia 28 do 11 de 2002 Notícias do dia 28 do 11 de 2003 Notícias do dia 28 do 11 de 2004 Notícias do dia 28 do 11 de 2005 Notícias do dia 28 do 11 de 2006 Notícias do dia 28 do 11 de 2007 Notícias do dia 28 do 11 de 2008 Notícias do dia 28 do 11 de 2009 Notícias do dia 28 do 11 de 2010 Notícias do dia 28 do 11 de 2011 Notícias do dia 28 do 11 de 2012 Notícias do dia 28 do 11 de 2013 Notícias do dia 28 do 11 de 2014 Trânsito Santo André Trânsito São Bernardo Trânsito São Caetano Trânsito Mauá Trânsito Diadema Trânsito Ribeirão Pires Trânsito Rio Grande da Serra Tags das notícias