Publicado em terça-feira, 5 de junho de 2012 às 07:30

Trabalhadores da Pirelli aprovam aviso de greve


Leone Farias
Do Diário do Grande ABC

Incorporar notícia

Tiago Silva/DGABC

Os funcionários da Pirelli Pneus de Santo André aprovaram aviso de greve, ao rejeitarem ontem à tarde, em assembleia na frente da fábrica, proposta salarial da empresa. Dessa forma, após 48 horas, se não houver entendimento, os 2.400 da companhia na região devem cruzar os braços. Haverá outra assembleia amanhã, para definir se haverá paralisação, segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Borracheiros da Grande São Paulo e Região, Terezinho Martins.

A companhia oferecia reajuste pela inflação - com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) - mais 2% de aumento real, R$ 8.000 de PLR (Participação nos Lucros e Resultados), e ampliação de benefícios sociais - por exemplo, subsidiaria 80% do valor das compras de remédios genéricos dos empregados e 50% do custo dos remédios normais.

A Pirelli informa que recebeu a notícia sobre o aviso de greve com surpresa. "A proposta apresentada pela empresa ao sindicato representa esforço relevante apesar do atual cenário econômico e industrial do País, que tem registrado retração na produção do setor automotivo nos últimos meses. A Pirelli permanece aberta ao diálogo com os representantes do sindicato", comunica a fabricante.

A rejeição da proposta surpreendeu o próprio presidente da entidade sindical. Teria havido mal-entendido entre os funcinários, na avaliação do dirigente, em relação ao que era negociado, que incluía voltar a discutir as cláusulas sociais aprovadas só daqui dois anos. Martins explicou que isso não significa que, por exemplo, a estabilidade de emprego até a aposentadoria para quem sofre de doença ocupacional (item que consta no atual acordo coletivo) passaria a ter duração só de dois anos.

FIRESTONE

O sindicato fará hoje à tarde assembleia com os cerca de 3.500 funcionários da BridgestoneFirestone, também como parte da campanha salarial da categoria, que tem data base em 1º de junho. Ontem, à noite, os representantes dos trabalhadores e a direção da empresa se reuniram para discutir o reajuste para esses funcionários. Até o fechamento desta edição, ainda não havia terminado o encontro.

Por sua vez, no domingo, haverá assembleia, na Capital, para definir a aprovação ou não de convenção coletiva para os funcionários de pequenas e médias empresas do ramo de artefatos de borracha da Grande São Paulo.



Veja Também

Tags

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Revista Playboy Revista Sexy Palmeiras Corinthians São Paulo Santos Santo André São Bernardo São Caetano Diadema Ribeirão Pires Mauá Rio Grande da Serra Grande ABC Ronan Maria Pinto

Action 'Detalhe :: Index', Execute: 0,017s, Render: 0,138s.