Fechar
Publicidade

Automóveis

Publicado em quarta-feira, 26 de julho de 2006 às 08:20 Histórico

Paulo Polido é o primeiro deficiente a correr nos Sertões

Entre os 20 competidores que largam amanhã em Goiânia (GO) na categoria Superproduction diesel, na 14ª edição do Rally Internacional dos Sertões, um deles leva, além da força de vontade e determinação, o desejo de lutar por uma causa maior.

É o piloto Paulo Polido, 27 anos, portador de deficiência física. Ele é o primeiro deficiente a participar da competição, contando pontos como os demais pilotos. Participar do evento é um sonho antigo de Polido que, neste ano, resolveu fazer o projeto e buscar parcerias. “Quero incentivar o deficiente a sair de casa. Se eu posso correr num rali, enfrentar as dificuldades das trilhas em tantos dias de prova, por que o deficiente não pode sair de casa e atravessar uma rua, subir uma calçada?”, questiona.

Polido vai correr com uma picape Chevrolet S10 cabine simples, adaptada para o rali especialmente para ele. O acelerador, freio e embreagem são manuais. O navegador será seu pai, Alcides, que já participou da competição em 96 e 97 de moto.

Polido foi piloto de motocross dos 12 aos 19 anos, quando sofreu o acidente que o deixou paraplégico, em junho de 98. Segundo ele, o esporte teve um papel fundamental em sua reabilitação. Ele tem movimentação da cintura para cima e hoje não precisa mais de cadeira de rodas, utiliza um andador.

Em 2002, foi selecionado entre vários pacientes para participar da pesquisa experimental de células-tronco. Entre 30 pacientes, é o que apresentou melhores resultados, tanto na parte motora, quanto na sensibilidade. “Minha sensibilidade na perna direita está quase no pé,” comemora.

Informações: www.viqui.com.br



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC