Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 25 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Negociado pelo Corinthians, Jô é oficializado pelo Nagoya Grampus

Divulgação / Agência Corinthians  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/01/2018 | 10:06


O destino de Jô já era conhecido, mas só foi confirmado oficialmente agora. Depois de passar por exames médicos e assinar contrato, o atacante foi oficializado como novo jogador do Nagoya Grampus, equipe que irá disputar a primeira divisão japonesa em 2018.

Jô estava no Corinthians, onde chegou desacreditado no final de 2016 e surpreendeu: o atacante foi um dos principais jogadores do elenco ao longo de 2017, ajudando a equipe a conquistar o Campeonato Paulista e o Campeonato Brasileiro. No torneio nacional, foi um dos artilheiros com 18 gols, ao lado de Henrique Dourado, do Fluminense. Ele também se destacou por marcar gols nos principais rivais do time.

A negociação foi realizada por 11 milhões de euros (aproximadamente R$ 43 milhões), proposta considerada irrecusável pelos dirigentes corintianos por um atleta de 30 anos. O Corinthians era dono de 100% dos direitos econômicos do atacante e, portanto, ficará com todo o dinheiro desembolsado pelo Nagoya Grampus.

Revelado pelas divisões de base do Corinthians, Jô estava em sua segunda passagem pelo clube, tendo acumulado 179 jogos e 32 gols marcados. O atacante havia atuado fora do Brasil por CSKA Moscou, Manchester City, Everton, Galatasaray, Al Shabab e Jiangsu Suning.

Para a posição de Jô, o Corinthians conta com o recém-contratado Júnior Dutra e com Kazim. O clube, porém, procura outros centroavantes para se reforçar. Depois de enfrentar dificuldades na negociação com o colombiano Tréllez, do Vitória, o clube vasculha o mercado sul-americano em busca de outras opções.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados