Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil é 2º no 4x50 metros livre do Mundial, mas perde prata após sofrer punição



08/12/2017 | 00:30


Na final que fechou as disputas do Mundial Paralímpico de Natação de 2017, na noite desta quinta-feira, na Cidade do México, o Brasil terminou em segundo lugar a prova do revezamento misto 4x50 metros livre 20 pontos (somatória dos números das classes), mas acabou tendo o seu resultado desqualificado por causa de uma irregularidade de um dos integrantes de sua equipe e, com isso, perdeu a medalha de prata com a qual poderia ter fechado a sua participação no grande evento.

A punição ocorreu porque a brasileira Patrícia Santos, que abriu o revezamento para o time nacional, queimou a largada no começo da prova. Somente no final da mesma, porém, soube-se que de nada adiantou o esforço da equipe que também contou com Luis Antonio Silva, Joana Silva e finalmente Daniel Dias.

Após conquistar seis medalhas de ouro nesta edição da competição e completar 30 pódios dourados ao longo de cinco campanhas em Mundiais, Daniel Dias foi o último do quarteto brasileiro a cair na água para fechar o revezamento. E o astro paralímpico cumpriu a sua parte e fez o que podia ao terminar em segundo lugar, pois o time da China, que levou o ouro, já tinha o seu último nadador disparado na frente.

Com a desqualificação da equipe brasileira, porém, o time da Itália herdou a prata depois de fechar a prova em terceiro lugar, enquanto que o México pulou da quarta posição para o bronze. Líder do quadro de medalhas do Mundial - com 30 ouros, 16 pratas e 10 bronzes -, a China fechou a sua campanha em grande estilo ao também quebrar o recorde do campeonato no revezamento misto 4x50 metros livre com o tempo de 2min18s86.

Em outra final realizada em uma das últimas disputas da noite desta quinta-feira, o brasileiro Felipe Caltran conquistou a medalha de bronze da prova dos 100 metros borboleta classe S14 ao cravar o tempo de 1min01s47. O ouro ficou com o sul-coreano Inkok Lee, com 57s78, enquanto que a prata foi obtida pelo seu compatriota Wonsang Cho, com 1min01s27.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados