Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Oswaldo Dias decide ser candidato a deputado estadual

Orlando Filho/Arquivo DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-prefeito retornará às urnas após dez anos e deve rivalizar votos com Donisete Braga


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

05/12/2017 | 07:00


Ex-prefeito de Mauá, Oswaldo Dias (PT) anunciou que vai disputar uma das 84 cadeiras na Assembleia Legislativa no ano que vem. O grupo ao qual Oswaldo pertence se reuniu no fim de semana e bateu o martelo por apostar na candidatura do ex-chefe do Executivo ao Parlamento paulista.

“Muitas pessoas vêm falar comigo e pedem para eu voltar a ser candidato. No começo pensei bastante, para saber se era o melhor. Refleti e decidi que não posso ser omisso. São muitas dificuldades e há a necessidade (de sair candidato). Por isso resolvi aceitar a indicação”, disse.

Oswaldo projeta retorno às urnas após dez anos. Sua última eleição foi em 2008, quando se elegeu prefeito de Mauá no segundo turno. Em 2012, quando poderia buscar a reeleição, o PT decidiu trocar a cabeça da chapa, apostando em Donisete Braga, estratégia que se mostrou bem-sucedida, já que Donisete sagrou-se prefeito da cidade.

Desde então, Oswaldo vinha se dedicado a discutir política fora das urnas. Até montou um instituto para debater modelos de gestão. Com a decisão de retornar às urnas, Oswaldo, 75 anos, tende a rivalizar com Donisete, que também quer ser candidato a deputado estadual.
“Mauá sempre lançou dois candidatos (pelo PT). Cada um vai buscar suas dobradas. Tem que dar para administrar essa situação (de o PT mauaense ter dois nomes a deputado estadual)”, afirmou Oswaldo, lembrando de 2006 e 2010, quando Donisete teve a concorrência de Paulo Eugenio Pereira Júnior (2006) e Márcio Chaves Pires (2010).

Oswaldo já adiantou que a estratégia de campanha será buscar votos na Região Metropolitana e também na microrregião formada por Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. “Não teremos estrutura de campanha milionária que nos permita percorrer o Interior todo. Será localizada”. Em 2006, Oswaldo foi candidato a deputado federal, recebeu 84.449 votos, mas ficou como segundo suplente. “Houve anos em que o governo federal nas mãos do PT chamou diversos candidatos e muitos suplentes assumiram. Não foi o meu caso.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados