Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 12 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

A música sacra de Mauá, 60 anos sem parar


Ademir Medici

02/12/2017 | 07:00


Mauá, em festa, celebra os 60 anos do Coro Imaculada Conceição, cujo nome original possuía um apêndice: ‘Devotos de Santa Cecília’. Uma exposição com fotos e documentos conta a história do coral. Pode ser vista na Matriz Imaculada Conceição, no Centro Alto de Mauá. E será transferida para o Teatro Municipal local, na sua reabertura, agora em dezembro, dentro dos festejos de aniversário da cidade.

Quem fala com paixão dos 60 anos do Coro ‘Imaculada’ é o casal José Valdemir Barbosa, seu maestro desde 1958; e Neusa Maria Aparecida Antico Barbosa, uma das fundadoras e historiadora do Coral. Barbosa e Neusa foram entrevistados no programa Memória do DGABC TV, que pode ser sintonizado no DOL (Diário On-Line):

www.dgabc.com.br .

A CIDADE ENVOLVIDA

É uma linda história que leva a muita gente querida de Mauá, desde o padre Antonio Negri, construtor inicial da atual igreja matriz, seu sucessor, monsenhor Alexandre Arminas, fundador do coral, e cônego Belisário Elias de Souza, colega de seminário do maestro Barbosa.

O Coro Imaculada Conceição de Mauá apresentou-se na televisão. Teve coral infantil, adulto e banda. Ganhou um logotipo desenhado pelo padre Damião Prentke. Fez parte do coral de 1.000 vozes na primeira visita do papa João Paulo II ao Brasil. Cantou na inauguração do Paço de Mauá. Recebeu nomes consagrados da música, entre os quais o maestro Eleazar de Carvalho.

Nomes, muitos nomes. O do primeiro maestro, Vicente Vilar, que passou o bastão ao maestro Barbosa. A solista Ana Aparecida Vilar, irmã de Vicente Vilar. Famílias como a Loro e Pacheco. A atual presidente, Maria Cristina Sebastião. O atual pároco, padre Claudio Tafarelo, que dá todo apoio ao Coral.

Mauá operária. Trabalhadora. Migrante e imigrante. E que tem na música um ponto alto, com a Lira, as Orquestras de Violeiros e o Coral. Exemplares.

Diário há 30 anos...

Quarta-feira, 2 de dezembro de 1987 – ano 30, edição 6614

Manchete – Orçamento das estatais prevê inflação de 120%

Educação – Eunice Ribeiro Duran, assessora para Assuntos de Política Educacional do governo do Estado, diz que Universidade do ABC é inviável a curto prado. A técnica participou de debate na Câmara Municipal de Santo André.

Indústria – Scania quer aumentar exportações. Arne Karlsson, presidente da Saab-Scania do Brasil, anuncia a formação da Saab-Scania Trading S.A.

Natal – Já existem filas no correio.

Memória – A Prefeitura de São Bernardo em 1931, com o prefeito Armando Setti ao lado de servidores municipais.

Em 2 de dezembro de...

1917 – O cirurgião-dentista Carlos Stamato, residente em Santo André, decide atender gratuitamente os alunos pobres do Grupo Escolar de São Bernardo.

1922 – Fundado o Flor do Mar, de São Caetano.

Hoje

Dia Nacional de Relações Públicas

Dia da Astronomia

Santos do Dia

Bibiana

Ita Ford, Maura Clarke, Dorothy Kazel e Jean Donavan, missionários norte-americanos assassinados em El Salvador em 1980.

Municípios Brasileiros

Celebram seus aniversários em 2 de dezembro:

Em São Paulo, Araçatuba, Avaí e Presidente Alves

No Rio Grande do Sul, Alto Alegre, Boa Vista do Buricá e Nova Hartz

Na Paraíba, Aroeiras e Uiraúna

No Piauí, Francisco Ayres e Regeneração

Na Bahia, Ipiaú

Em Alagoas, Olho d’Água das Flores e Paulo Jacinto

No Maranhão, Santa Rita

Fonte: IBGE


Nas ondas do Rádio

Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) – Memória. O jornalista Milton Parron anuncia o segundo programa, de uma série de quatro, sob o tema Jovem Guarda

O início do programa Jovem Guarda, na TV Record, em 25 de agosto de 1965.

Trechos dos primeiros programas, com Roberto Carlos e convidados.

O cenário político nacional, com o início do governo militar ditatorial.

Uma entrevista com Erasmo Carlos. Ele conta histórias de bastidores do programa.

A primeira aparição de Roberto Carlos; levado pelo empresário Carlos Imperial à TV Rio, o futuro ‘rei’  canta bossa-nova, num programa comandado por Ronaldo Bôscoli.

O estouro internacional de Roberto Carlos, em 1968, no Festival de San Remo, defendendo a música de Sérgio Endrigo Canzone Per Te.

Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, às 23h, com reprise amanhã, às 5h.

Rádio Trianon AM (740) – Universal AM de Santos (810) – Gravações com a big band do saxofonista e cantor Ozzie Nelson. Presença também dos cantores Bobby Darin e Carly Simon. 

Produção e apresentação: Ronaldo Benvenga. Amanhã, às 9h. Pela internet, sites: www.radiotrianon.com.brwww.quintaavenida.mus.br,  grandeabcwebradio.com



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados