Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 26 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

30 Anos de história

Livro apresenta glórias e dramas da banda de thrash metal


Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

02/04/2012 | 07:04


História de orgulho, vitórias, dificuldades, contradições e música pesada. O conceituado jornalista britânico Mick Wall, ex-editor da revista 'Classic Rock' e autor de 'Led Zeppelin: Quando os Gigantes Caminhavam Sobre a Terra', realizou extensa pesquisa, mergulhou na vida da banda norte-americana Metallica e coloca agora nas prateleiras o livro 'Metallica - A Biografia' (Editora Globo, 472 páginas, R$ 49,90 em média).

O grupo criado pelo vocalista e guitarrista James Hetfield e pelo baterista Lars Ulrich - e que hoje conta também com o guitarrista Kirk Hammett e o contrabaixista Robert Trujillo - surgiu na Califórnia, nos Estados Unidos, em 1981, e começou a trilhar caminho em pequenos bares da região. Dois anos mais tarde veio 'Kill' Em All', disco de estreia.

Após uma década, já com quatro álbuns poderosos nas costas e o quinto - conhecido como álbum negro - saindo do forno, o Metallica conquistava não só o mundo como também não deixava dúvidas de ser criador e percussor do estilo conhecido como thrash metal.

As páginas trazem também trechos de entrevistas com figuras como o cantor Glenn Danzig (do Misfits) e conversas realizadas entre Wall e o guitarrista Dave Mustaine (hoje no Megadeth), expulso do Metallica ainda nos primórdios da banda, Ulrich, Hammett e Hetfield.

Fotos ilustram 24 das páginas da publicação. Entre elas, relíquias como a tirada em 1982, em bastidor de show, quando a banda contava ainda com o contrabaixista Ron McGovney e Mustaine, e outras que registram momentos da grupo ainda em pequenos clubes.

Em meio aos diversos assuntos tratados, estão a mudança de gravadora ainda no segundo disco, a ascensão que veio já com o álbum 'Master Of Puppets' (1986), terceiro trabalho do grupo, e a exposição mundial, mérito do famoso disco negro. Problemas com drogas, o cansativo episódio em que o Metallica entrou na batalha judicial contra o Naspter (site de compartilhamento de músicas que disponibilizou canções da banda gratuitamente) e a saída conturbada do contrabaixista Jason Newsted também são revelados. "A separação aconteceu porque James não queria deixar Jason lançar um disco de seu projeto paralelo Echobrain", relata o autor sobre a briga entre os roqueiros.

O momento mais delicado e emocionante da biografia fica por conta dos detalhes que envolvem o fim da formação clássica, com a morte do contrabaixista Cliff Burton, em 1986. O músico morreu em acidente de ônibus que levava a banda em estrada na Suécia durante turnê de 'Master of Puppets'. O veículo derrapou na pista, Burton voou pela janela e foi esmagado pelo ônibus.

"O sol estava prestes a nascer, mas ainda estava escuro, um frio de congelar. Um dos primeiros a sair dos destroços foi o baterista.(...) Pela saída de emergência traseira saiu o vocalista, alto, transtornado.(...) Ele - tour manager - estava tão chocado que nem imaginava contar aos outros que, enquanto entravam nas ambulâncias e partiam para o hospital, eles estavam deixando para trás um dos seus.(...) Aquele de quem mais gostavam, aquele que sempre respeitaram", diz o autor.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados