Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Atila contrata empresa que é ligada a vereador aliado no Legislativo

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Paço de Mauá assina acordo de R$ 1,13 milhão com
empresa que até o ano passado pertenceu a Neycar


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

13/10/2017 | 07:00


A Prefeitura de Mauá, gerida por Atila Jacomussi (PSB), contratou a GRCAR Veículos Locadora e Serviços, que, no papel, pertenceu ao vereador governista Vanderley Cavalcante da Silva, o Neycar (SD), até o ano passado. A firma, inclusive, era batizada com o próprio apelido político do parlamentar. No valor de R$ 1,13 milhão, o contrato foi assinado em setembro, tem vigência de 12 meses e prevê a locação de carros ao município para a fiscalização do trânsito. O Paço não vê indícios de irregularidades.

Oficialmente, o político não faz mais parte do quadro societário da empresa, que levava o nome de Neycar Veículos e, com a saída do vereador, teve sua razão social modificada. Porém, funcionário que trabalha na concessionária deu informações que indicam que o parlamentar e sua família ainda possuem ligação direta com a empresa.

Sem se identificar como imprensa, a equipe do Diário ligou na GRCAR e pediu para falar com o vereador. De prontidão, o atendente respondeu que Neycar não atendia mais na empresa e que, para encontrá-lo, seria necessário procurá-lo em seu gabinete, na Câmara. Questionado se era possível encontrar Neycar na sede da firma em algum horário, o funcionário respondeu: “Ele não fica mais aqui, mas posso passar (a ligação) para o filho dele”. Logo em seguida, pediu o número do telefone para passar recado: “Ele (filho do parlamentar) acabou de ir embora, mas deixe seu contato. Eu não trabalho mais para ele”, emendou o funcionário.

Dados da Junta Comercial paulista revelam que o hoje parlamentar deixou de ser o dono majoritário da empresa em setembro de 2016, mesma ocasião em que a firma mudou de nome. Um mês depois, a então Neycar Veículos foi contratada pela Prefeitura, na gestão do ex-prefeito Donisete Braga (PT), por R$ 1,15 milhão, para o mesmo objetivo do acordo celebrado recentemente pela atual gestão. Onze dias antes da oficialização desse primeiro contrato, Neycar era eleito vereador pela primeira vez, na coligação de Atila, com 3.774 votos – desempenho que o deixou no patamar de quarto mais votado da cidade.

Na ocasião em que deixou de ser dono formal da Neycar Veículos, a mulher do parlamentar, Dileusa Lemes Cavalcante, sócia do marido na empresa, também se retirou da sociedade. O casal tinha participação de R$ 280 mil e de R$ 120 mil, respectivamente. A firma passou a ser oficialmente de Elaine Franca Fernandes Vieira e Marcelo Vieira. A primeira absorveu a cota de Neycar e, o segundo, a de Dileusa.

À Justiça Eleitoral, no ano passado, Neycar declarou ter participação de R$ 50 mil na Neycar Veículos de Mauá. Na Junta Comercial, além da GRCAR, há registro de outra firma que leva a alcunha do parlamentar, a Neycar Multimarcas Comércio de Veículos, que aparece como dissolvida. Os donos formais são Fábio Cavalcante da Silva e Isabel Cavalcante dos Reis Silva (mesmo nome da mãe do vereador), com capital também declarado em R$ 50 mil.

Diferentemente de outros contratos assinados pelo Paço de Mauá, que são registrados individualmente no Diário Oficial eletrônico, a minuta do acordo com a GRCAR foi publicada num mesmo arquivo com diversos outros processos licitatórios da administração mauaense. Aparentemente, o acordo com a GRCAR trata-se de um aditamento do primeiro contrato, quando a firma chamava-se Neycar Veículos.

Questionada sobre o acordo e se vê possíveis conflitos de interesse no caso, o governo Atila se limitou a informar que a contratação da GRCAR se deu por meio de pregão presencial e que a licitação foi feita em 2016 “pela antiga gestão”, apesar de o primeiro acordo ter vencido neste mês. Contatado, o vereador Neycar não atendeu às ligações do Diário. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados