Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 24 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Mudança de postura de Nilza de Oliveira


Raphael Rocha
do Diário do Grande ABC

16/05/2017 | 07:00


Quem viu a atuação política de Nilza de Oliveira (PT) nos últimos oito anos se assustou com a mudança de postura da ex-primeira-dama de São Bernardo nas duas últimas semanas. Depois de muito tempo como uma das principais figuras do governo do marido, o ex-prefeito Luiz Marinho (PT), e com coleção de desavenças por excesso de autoridade, Nilza voltou às raízes petistas. Primeiro foi com comitiva do PT de São Bernardo para Curitiba acompanhar o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos casos da Lava Jato em primeira instância. No sábado participou de protestos em frente à loja Marisa da Rua Marechal Deodoro, no Centro de São Bernardo, em crítica à propaganda da empresa com ironizas à ex-primeira-dama Marisa Letícia. Realmente as coisas mudaram.

Protagonista

Clima foi de constrangimento na posse de Zé Paulo Nogueira como presidente do PT de Santo André. Ex-deputado federal, Luiz Carlos da Silva, o Professor Luizinho, brigou para falar ao público, embora somente autoridades tivessem direito ao discurso. Quase brigou com o cerimonial da atividade, até que conseguiu expor sua posição. Lembrou que foi injustiçado na época do Mensalão – chegou a ser réu, depois absolvido – e que teve a carreira pública destruída. Muitos acharam que a declaração foi inapropriada para o momento.

Sem comunicação – 1

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Diadema, capitaneada por Carla Dualib, decidiu restringir entrevistas de secretários do governo de Lauro Michels (PV). Veículos mais críticos à gestão estão impedidos de conversar com titulares do primeiro escalão da administração verde. Quem perde é a população, que não terá acesso, com transparência, ao que acontece no Paço.

Sem comunicação – 2

Prova disso aconteceu na sexta-feira, quando Tatiane Ramos, secretária de Educação de Diadema, prestava depoimento na CPI da firma de fundo de quintal, na Câmara. Ela entrou em contato com o setor de Comunicação, que disse que a entrevista estava autorizada somente para alguns jornais. Tatiane decidiu, então, não falar com ninguém.

Vereador invisível

Quem viu a cena afirma que o vereador Tonho Lagoa (PMB), da base do prefeito Paulo Serra (PSDB), ficou indignado ao ser literalmente ignorado por integrantes do primeiro escalão do governo, na sexta-feira. Parlamentar em segundo mandato, ele e dois amigos almoçavam na lanchonete localizada no saguão do Teatro Municipal. Na mesa ao lado, os secretários de Assuntos Jurídicos, Caio Costa, e de Finanças, José Greco, que viram o vereador, mas não lhe dirigiram a palavra. Quem estava com ele perguntou: ‘Será que não faz falta na base’?

Coincidências

Ex-prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT) aproveitou uma foto da cidade feita por Ricardo Stuckert, fotógrafo do ex-presidente Lula, e instalou num painel do gabinete do chefe do Executivo, no 18º andar do Paço. Mas há um detalhe da imagem: um outdoor de campanha a deputado do atual prefeito e desafeto de Marinho, Orlando Morando (PSDB). 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.