Fechar
Publicidade

Setecidades

Publicado em quinta-feira, 19 de maio de 2011 às 07:06 Histórico

Arma não letal chega às ruas amanhã

As 25 armas não letais concedidas pelo Ministério da Justiça à Guarda Civil Municipal de Diadema no fim de abril vão reforçar a segurança nas ruas da cidade a partir de amanhã. Em operação integrada com a Polícia Militar, que começa sempre às sextas-feiras e se estende pelo fim de semana, os guardas farão rondas e blitze com objetivo de coibir a violência e evitar mortes.

A partir das 19h, os GCMs já estarão portando as armas, chamadas de taser, na Praça da Moça, região central da cidade. O patrulhamento de rotina deve seguir pela madrugada em outros bairros, assim como no sábado e no domingo. A intenção é expandir o uso da arma a todos os guardas até setembro.

Os equipamentos são indicados para situações menos extremas, como paralisar pessoas em estado de fúria ou sob efeito de bebidas alcoólicas e drogas. Diadema é a primeira cidade da região a receber a doação desse tipo de arma do governo federal.

Dos 198 guardas-civis da cidade, 56 receberam treinamento nesta semana para manuseio da nova arma, avaliada em R$ 2.500. As aulas práticas terminam hoje na sede da GCM, e é obrigatório que os selecionados tenham conhecimento no manuseio de armas de fogo.

Segundo o subcomandante da GCM de Diadema, Emílio D'Ângelo Júnior, os guardas não demonstraram dificuldades para se adequar ao novo equipamento. "Eles estão curiosos e surgiram algumas dúvidas. É um equipamento novo e de alta tecnologia, mas na prática todos conseguiram dominar a arma. A abordagem continua a mesma, e a vida do agressor é preservada", explicou.

O disparo da arma transmite choque elétrico que incapacita o suspeito por pelo menos cinco segundos, tempo suficiente para desarmar e imobilizar o agressor.

As aulas aos guardas-civis de Diadema são dadas por integrantes da Força Nacional de Segurança.

 

Subcomandante visa redução no índice de homicídios

 

Desde 1996, a cidade não passava um mês sem registrar pelo menos um homicídio. O feito aconteceu no mês de abril. De acordo com o subcomandante da GCM de Diadema, o uso das 25 novas armas deverá contribuir para que o índice continue a cair.

"Para nós é um motivo de comemoração, se compararmos ao mês de junho de 2000, quando a cidade registrou 41 homicídios. Com o novo recurso, queremos zerar os casos na cidade", disse Emílio D'Ângelo Júnior.

A redução no índice de homicídios na cidade no primeiro quadrimestre deste ano foi de 68% (de 29 para 9), se comparado ao mesmo período de 2010.

 

RECOMENDAÇÕES

Alguns cuidados são fundamentais para manipular as armas não letais. "Podemos acertar qualquer região do corpo, com exceção da cabeça e os olhos. O resultado esperado com a arma é justamente não causar nenhuma lesão na pessoa", esclareceu o subcomandante.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC