Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8338

Atila pretende entregar PS do Nardini até junho

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura avalia reabrir pronto-socorro junto
com maternidade no complexo hospitalar de Mauá


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

20/03/2017 | 07:59


O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), reafirmou que vai cumprir a meta de entregar o PS (Pronto-Socorro) do Hospital Radamés Nardini até o fim de junho. O anúncio foi feito ontem, durante a inauguração da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24 horas do Jardim Zaíra (Avenida Washington Luiz, 1.952), a primeira da região a abrigar o projeto PAI (Pronto Atendimento Infantil), que visa humanizar os serviços de saúde voltados às crianças.

Assim que assumiu, em vistoria às obras de reforma do PS, o socialista disse que a ideia era fazer a inauguração em seis meses. Porém, dentro do governo há discussão para reabrir a maternidade do complexo hospitalar, que também passa por reformas.

“Ainda estamos no primeiro semestre, estamos a 75 dias (para terminar o prazo), e nós vamos cumprir a meta sim. Vamos abrir as portas do Hospital Nardini para atender a população. Estamos trabalhando muito para isso. Vai ser surpresa para o povo da cidade como foi hoje (ontem). Falei que inauguraria essa UPA em 90 dias e fiz em 75”, citou.

Atila afirmou que a entrega do PS é a grande bandeira do seu governo, que até o fim de quatro anos deve também entregar mais três unidades que compreendam o projeto PAI. A próxima, adianta, deve sair nos próximos seis meses, na UPA da Vila Assis.

Já a inaugurada ontem, no Zaíra, cuja reforma custou R$ 750 mil, ficou fechada durante dois anos. Além de atender entre 250 a 350 pessoas por dia, nela funcionará a Farmácia 24 horas, que passará a oferecer medicamentos gratuitos prescritos pelo médico. Ao todo, são 11 leitos de observação, dois de isolamento e três de emergência. “Temos o desafio de reabastecer todo atendimento de saúde da cidade. Quero deixar muito claro que o ex-prefeito Donisete Braga (PT) não comprava medicamento há oito meses.”

A auxiliar jurídica Amanda Rios, 28 anos, moradora do Jardim Zaíra e mãe de Sara, 2, ficou feliz com a inauguração. “É muito importante porque não tínhamos esse atendimento diferenciado para nossas crianças. Eu a levava no particular porque enquanto essa UPA ficou fechada não tinha um lugar próximo para ser atendida. Foram dois anos difíceis.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados