Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 17 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Traços suaves e marcantes

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Há uma década caricaturista andreense
Gilberto Gomes é figura cativa na Oliveira Lima


Miriam Gimenes

20/03/2017 | 06:31


Agostino Carracci, pintor do século 16, costumava desenhar os tipos populares de sua cidade natal: Bolonha, na Itália. Por isso, é tido como um dos pioneiros na arte da caricatura, palavra originária do italiano caricare que, em tradução livre, quer dizer exagerar ou aumentar algo em proporção.

Mas nem todos que praticam a caricatura focam em enfatizar os traços. É o caso de Gilberto Pinheiro Gomes, 49 anos, de Santo André. Toda sexta e sábado, pela manhã, ele demonstra sua arte ‘mais delicada’ no calçadão da Oliveira Lima, no Centro. “Costumo distorcer um pouco se o cliente pedir, já que faço bastante caricatura por encomenda mas meu traço é mais suave”, descreve.

Gomes, que arriscou os primeiros rabiscos ainda criança, trabalha com arte desde 1985. Para aperfeiçoamento, fez curso de desenho publicitário, artístico e, em 2015, se formou em Pedagogia.

Antes de se tornar bacharel, no entanto, já ministrava voluntariamente aulas de desenho para crianças carentes em ONGs da região. “Sempre estou envolvido com projetos sociais. Uso as aulas para compartilhar conhecimento artístico e de vida com os alunos. A arte é uma ferramenta para trocar ideia com eles, dizer que o futuro pode ser diferente, que não existe só aquela realidade que vivenciam ali. Não uso a arte só como ganha-pão, uso também para compartilhar.”

Figura cativa há pelo menos uma década no calçadão de Santo André – já trabalhou também na Praça da República, em São Paulo, e sempre vai à Avenida Paulista –, ele usa o espaço não só para ‘treinar seus traços’, mas também como vitrine de trabalho. “Tem dia em que não vendo nada. Mas há quem faça encomenda aqui para pegar depois. E ver o cliente satisfeito com um desenho que faço recompensa qualquer problema.” Gomes costuma demorar pouco mais de dez minutos para concluir uma caricatura, que custa a partir de R$ 10.

Ele também participa de eventos – como casamentos, aniversários e corporativos –, faz grafite e está se aventurando nas caricaturas pets. Feliz com o ofício que escolheu, embora alguns o olhem torto ‘por não trabalhar com carteira assinada’, seu objetivo agora é montar seu próprio atelier. “Seria importante ter um espaço. Às vezes, as pessoas não valorizam quem vende arte na feira ou na rua. Ter um atelier me ajudaria muito.”

Se quiser conhecer um pouco mais do trabalho de Gilberto ou contratá-lo, basta acessar sua página no Facebook (caricaturasgilberto) ou ao site www.abckaricaturas.com.br



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados