Fechar
Publicidade

Política

Publicado em sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017 às 10:09 Histórico

Respiro bem-vindo

Arte/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Para região cujo desenvolvimento econômico está atrelado ao setor produtivo, como o Grande ABC, a notícia não poderia ser melhor. Depois de 23 meses consecutivos registrando saldo negativo entre os números de contratações e demissões de trabalhadores, a indústria da região voltou ao azul em janeiro. Nos primeiros 31 dias do ano, as empresas do segmento registraram variação de 0,08% no volume de pessoas empregadas. Isso significa que as firmas mais admitiram que cortaram no período, algo que não se via por aqui desde o já longínquo janeiro de 2015.

O número de vagas geradas no primeiro mês de 2017 é reduzido, apenas 150, mas como expressa inversão de tendência depois de quase dois anos, deve ser visto com atenção. Se ainda não há motivos para comemoração, ao menos se pode dizer que a situação parou de piorar. Já é bom começo para quem, devido à crise econômica que devasta o Brasil, não via notícia minimamente positiva nesta seara há tanto tempo.

Empresários do ramo pedem prudência na análise dos dados, divulgados ontem pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e pelo Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo). Eles estão certos. Prudência e canja de galinha, como recomenda antigo ditado popular, não fazem mal a ninguém. Afinal, o passivo é gigantesco. Quando se observam os números acumulados nos últimos 12 meses, conclui-se que aproximadamente 19 mil postos de trabalho foram dizimados na região. É o mesmo que dizer que 52 trabalhadores foram demitidos por dia. Triste.

Mesmo assim, o resultado da pesquisa divulgada ontem traz algum alento ao Grande ABC. A esperança é que o setor industrial surfe nas boas ondas provocadas pelos sinais claros de estabilização econômica emitidos pelo mercado. Que os próximos levantamentos do sistema Fiesp/Ciesp confirmem a retomada do emprego e as fábricas voltem a ser fortes e gerem o dinheiro que as sete cidades precisam para garantir o bem-estar econômico e social de sua população.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC