Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O Grande ABC estendido a São Vicente


Ademir Medici

13/09/2016 | 07:00


 TEATRO

O livro de Manuel Filho, Cacilda Becker, Vida no Palco (São Paulo: Paulus, 2016), nasceu para ser encenado. O texto é teatral. Vivo. Envolvente. Faz o espetáculo em si. E ganha brilho maior pelas ilustrações de Bill Borges, do primeiro ato ao epílogo.

Os capítulos são chamados de cenas. Manuel explica o que o teatro chama de ponto. Didaticamente, usa expressões como ‘Primeiro ato’. E deixa um gosto nostálgico quando chega ao ‘Cai o pano’. Então, narra o autor...

“(...) ninguém poderia imaginar que aquela seria a última vez que nossa grande atriz pisaria num palco.”

Confessa Manuel Filho: quando criança, ele tinha o sonho de pisar no palco do Teatro Cacilda Becker, em São Bernardo, que o governo do prefeito Aldino Pinotti construiu no complexo do Paço dando-lhe o nome de anfiteatro – e que alguém, sabiamente, tornou teatro. Coisas dos anos 1960 para 1970 de um século que se faz passado.

Agora, um jovem nascido em São Bernardo em parceria com outro – paulistano – cantam a atriz Cacilda Becker e fazem alusão ao teatro do Pinotti. Um livro de encantamento. Produção de um bom gosto do começo ao fim. Deveria multiplicar-se pelo mundo afora de tão especial.

Conheçam mais o Manuel Filho:www.manuelfilho.com.br.

 

TROVAS

A professora Gioconda Labecca reúne, em livros, uma produção intelectual própria que vai da poesia à trova, do soneto à sátira, do haicai ao conto. E entre seus 30 livros, fez um com mensagens, tão a gosto do WhatsApp da moda eletrônica.

Entardecer (São Paulo: Daya Editoria, 1916), a mais recente obra de Gioconda Labecca, oferece trovas inéditas – e gostosas. Sensíveis.

Quando chega o Entardecer

Traz uma cena pungente

Ao ver a tarde morrer,

Morre um pedaço da gente.

Gioconda Labecca. Presidente da Academia de Letras da Grande São Paulo (2008 a 2014), com sede em São Caetano. Mineira. Trabalhou na Receita Federal no Rio e em São Paulo, onde se aposentou. Saul Lessa, da imprensa catarinense, definiu-a como a maior sonetista viva brasileira. Contato: glabecca@uol.com.br

 

HAICAI

Com este livro, Cerca Viva (São Vicente, SP: Ed. Costelas Felinas, 2016), Cláudio Feldman comemora 30 anos de haicaista. E ensina: “Poema curto de 17 sílabas, formado por três versos de 5,7 e 5 sílabas, o haicai, derivado do renga ou variação do tanka, tem muitas centenas de anos, mas o Brasil só se deu conta dele no século 20. Afrânio Peixoto, em seu livro Missangas, 1931, teria sido o primeiro interessado”.

E vai ensinando:

“No haicai não há espaço para enfeitar o poema” – “A vendedora de rosas cambia o esplendor por moedas.”

“Seu autor necessita de incrível sensibilidade para expressar um mundo em poucas palavras.” O exemplo está neste haicai que dá título ao livro do Feldman: “Ao redor do cemitério, uma cerca viva”.

“Ao contrário do que muitos fazedores de versos pensam, o haicai não é fácil de ser realizado.” – “O pardal foge do frio no bolso do espantalho.”

“O haicai provou, por sua elasticidade expressiva, que é um gênero tão universal quanto o soneto e bem mais visceral.” – “Exodo de aves em la mañana: el espantapájaros camina por el horizonte.”

Na dedicatória à Memória, o andreense Cláudio Feldman faz um haicai exclusivo, e esticado, que dividimos com você, caríssimo leitor: “Para Memória, estes poemas nipônicos naturalizados brasileiros”. Contatos: claudiofeldman@uol.com.br

 

CABEÇA ATIVA

A cada trimestre, uma temática. Desta vez, ‘sombra’ (ano 8 – agosto/setembro/outubro 2016). E esta dupla dinâmica de editores, Cláudia Brino & Vieira Vivo, da vizinha São Vicente, destaca o contraste da vida: “O mundo das sombras nos afasta e atemoriza. Mas, o que dizer da indescritível sensação de prazer proporcionada por um repentino e refrescante sombrear ante uma árdua caminhada ao sol?”.

E tantos respondem:

“Aceitando ou não teremos um dia de devolver a nossa sombra” (Irineu Volpato).

“Roupas no varal desenham sombras no chão – Clarão da lua” (Neiva Pavesi).

“Seca galharia – Sombra estampada na pedra de um mausoléu” (Teruko Oda).

“Assombrada por você minha sombra se esconde de mim” (Alice Ruiz).

E assim vai. Vinte e quatro páginas de um livro de bolso. Inspirador. Econômico, no preço; profundo, no pensamento. Assine Cabeça Ativa e ganhe o livro Objetos D’Versos. E o mundo será menos carrancudo. Contatos: cacbvv@gmail.com; ou Caixa Postal 156 – Centro – São Vicente, SP. CEP 11.310-971, Brasil; ou, ainda: artesanallivros.blogspot.com.

 

Diário há 30 anos

Sábado, 13 de setembro de 1986 – ano 29, edição 6237

Manchete –Inflação de agosto atinge 1,68%

Santo André – Perueiros criam a Associação dos Transportadores de Escolares Autônomos.

 

Em 13 de setembro de...

1916 – Luiz Martinelli, de Santo André, adquire a égua Corsa por 1:000$000 (um conto de réis).

A guerra. Do noticiário do Estadão: a ofensiva dos aliados na Macedônia; batalha de 36 horas; derrota dos búlgaros.

1931 – Lançada a pedra fundamental do novo edifício da Escola Brasileira Alemã, em Santo André.

1966 – Criado o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), a ser aplicado aos optantes a partir de 1º de janeiro de 1967. Começa a cair a chamada lei da estabilidade no emprego.

 

Municípios Brasileiros
Celebram seus aniversários neste dia 13 de setembro: em Pernambuco, Caetés; no Paraná, Mercedes, Quatro Pontes e São Manoel do Paraná: em Minas Gerais, Machado e Rio Novo; no Ceará, São João do Jaguaribe; no Pará, Uruará.

 

Santos do Dia
São João Crisóstomo (Antioquia, Síria, Ásia Menor, 309-407). Sacerdote, orador brilhante, doutor da Igreja. Autor de numerosos escritos, com destaque para o livro Sobre o Sacerdócio, um clássico da espiritualidade monástica.

Colaboração: Padre Evaldo César de Souza, CSsR.

 

Maurílio

Ligório



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados