Fechar
Publicidade

Economia

Publicado em sábado, 6 de setembro de 2008 às 07:35 Histórico

Índice de reajuste da construção civil fica em 1,28% em agosto

O Sinapi (Índice Nacional da Construção Civil, calculado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), teve variação de 1,28% em agosto, 0,25 ponto porcentual acima do índice de julho, de 1,03%. Com isso, até o mês passado, o índice acumula alta de 7,72% no ano e de 9,99% em 12 meses.

O custo nacional por metro quadrado passou de R$ 644,23, em julho, para R$ 652,45 em agosto, dos quais R$ 375,81 se referem às despesas com material de construção e R$ 276,64, com os custos da mão-de-obra.

Pelo terceiro mês consecutivo, a parcela do material, com alta de 1,83%, oscilou bem acima da correção registrada na mão-de-obra, que ficou com a mesma taxa de julho, de 0,53%.

No ano, os materiais de construção acumulam aumento de 8,08% e a mão-de-obra da construção civil, 7,23%. Nos últimos 12 meses, o acumulado dos materiais atingiu 10,55% e a mão-de-obra, 9,24%.

INPC - A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que abrange a camada de renda mais baixa da população, ficou em 0,21% em agosto, menor que os 0,58% apurados em julho, conforme levantamentos do IBGE, divulgados ontem. Com o resultado, o INPC acumula alta de 5,09% no ano (até agosto) e de 7,15% nos últimos 12 meses.

A desaceleração do INPC foi mais forte que o IPCA, uma vez que os alimentos têm mais peso para a população de renda de um a seis salários mínimos (R$ 415 a R$ 2.490). O IPCA refere-se às famílias com renda de um a 40 salários mínimos (R$ 415 a R$ 16.600).



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC