Fechar
Publicidade

D+


Publicado em domingo, 30 de maio de 2010 às 07:24 Histórico

Voz de homem ou menino?

Ora a voz afina, ora engrossa. Desista: se você está passando pela adolescência ainda vai demorar um tempinho para sua voz estabilizar. Os meninos sofrem ainda mais com a desafinação. Justin Bieber que o diga.

O cantor canadense de 15 anos já admitiu que sua voz está mudando e que, por isso, está tendo dificuldades para cantar sucessos como Baby. O astro contou que não consegue mais atingir as notas mais altas das canções do seu álbum My World 2.0. "Minha voz treme. Todo adolescente tem esse problema. Mas, felizmente, tenho o melhor instrutor vocal do mundo. Não consigo mais atingir algumas notas e temos que alterar a música quando canto ao vivo."

Mas por que isso acontece? A culpa é dos hormônios, cuja produção se intensifica na adolescência. Nos meninos, a testosterona acelera o crescimento da cartilagem da laringe, onde se localizam os músculos vocais que compõem a prega vocal. "Isso acontece, em média, entre 13 e 15 anos e dura de seis a 12 meses", explica o hebiatra Mauricio de Souza Lima.

É a vibração dessa prega, durante a passagem do ar que sai dos pulmões, que produz a voz. Com o aumento da laringe, os músculos vocais se esticam, deixando a voz mais grave. Como esse crescimento é muito maior no corpo masculino, os garotos ganham nessa fase o famoso pomo-de-adão ou gogó, o ossinho sobressalente na altura da garganta.

A mudança é natural. "Tem de ficar de olho quando isso não acontece, e as meninas continuam com voz de criança e os meninos com voz fina. Nesse caso, é preciso consultar um especialista. O tratamento é rápido", avisa a fonaudióloga Deli Davas.

Entre os séculos 16 e 19, o grupo de ópera Castrati, famoso na Itália, mandava cortar os testículos de meninos antes da puberdade para que a voz nunca engrossasse, já que a testosterona é fabricada nessas glândulas sexuais. Isso ocorria porque as mulheres eram proibidas de cantar na igreja e eram necessárias vozes de vários timbres para compor o coral.

Cuide-se bem
*
A voz humana também envelhece. Conforme a idade avança, há uma redução de movimentos das articulações e alterações hormonais e emocionais. Também contam muito os maus hábitos, a calcificação das cartilagens, a atrofia da musculatura da laringe e a perda da capacidade pulmonar. O melhor desempenho vocal é registrado entre os 25 e 40 anos. Os homens tendem a iniciar o processo de alteração vocal por volta dos 30, enquanto nas mulheres isso começa aos 50 anos, na época da menopausa.

* A voz rouca não é charme. A rouquidão é o primeiro sinal de um distúrbio chamado disfonia, que requer tratamento especializado. Vários fatores podem levar a esse distúrbio vocal, como pólipos, cistos, alterações estruturais nas cordas e, em casos mais raros, tumores. A razão mais comum, porém, é a presença de nódulos ocasionados pelo esforço exagerado das pregas vocais.

* Todos devem cuidar da voz. É simples. Evite ficar pigarreando para produzir barulho com a garganta nem grite ou fale muito alto. Cigarro e bebidas alcóolicas são grandes vilões da saúde vocal. Sprays, ar-condicionado, automedicação e pastilhas também podem prejudicar a voz, bem como alergias, noites mal dormidas e alterações hormonais.

* A fonoaudióloga Deli Navas recomenda ainda evitar chocolate e derivados de leite antes de falar muito, porque essas substâncias engrossam a voz. Por outro lado, a maçã serve para afinar a saliva e ‘limpar' a garganta e a boca. Também evite fazer gargarejos com enxaguatório bucal. O ideal é água morna com sal.

Igual x diferente
Pode reparar: na infância, meninos e meninas da mesma idade têm a voz muito parecida, porque a laringe ainda não mudou de tamanho. Com a chegada da adolescência, o som produzido pelos garotos vai ficando cada vez mais grave (grossa), e a diferença se mantém por muito tempo. Na velhice, a voz de ambos os sexos volta a ficar mais ou menos parecida, pois há uma redução drástica na produção de hormônios masculinos e femininos.

Frequências
A frequência sonora da fala diminui na adolescência, deixando-a mais grossa entre os meninos. O som é medido em Hertz (Hz). Na infância e velhice, a diferença é menor entre ambos os sexos. Confira o que rola em cada fase da vida:

* Crianças - 250 a 270 Hz

Na adolescência:
* Garotos - 90 a 120 Hz

* Garotas - 180 a 220 Hz

* Idosos - 120 a 180 Hz

* Quanto menor a frequência sonora, mais grossa é a voz.



Veja Também

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC