Fechar
Publicidade

Internacional

Publicado em quarta-feira, 13 de outubro de 2010 às 08:31 Histórico

Último mineiro soterrado é resgatado de mina no Chile

Luis Urzúa chegou à superfície na tarde desta quarta-feira, por volta das 21h55 e se tornou o último dos 33 mineiros soterrados desde 5 de agosto a ser resgatado da mina San José, na região norte do Chile.

O operário, de 54 anos, era o líder do grupo. Dentro da mina, ele foi o autor dos planos de organização do refúgio, levou o grupo para uma região menos úmida e organizou o sistema de racionamento de comida.

O resgate de Urzúa encerrou com sucesso dois meses de operações organizadas pelo governo chileno para salvar a vida dos 33 trabalhadores.

Estado de saúde - Onze dos 20 mineiros resgatados após passarem quase 70 dias presos em uma mina no norte do Chile, de um total de 33, são atendidos em um hospital da cidade de Copiapó, onde se apresentam "melhor que qualquer prognóstico", com exceção de algumas "complicações em dois casos", informaram à AFP médicos que os atenderam.

"Todos fizeram exames de tórax. Todos estão em perfeitas condições, exceto o mineiro Mario Sepúlveda, que tem silicose, e Mario Gomez, um pouco debilitado", afirmou um médico do hospital Regional de Copiapó, que pediu para não ser identificado.

Mario Sepúlveda e Florencio Avalos foram os primeiros a chegar em um helicóptero da Força Aérea do Chile a Copiapó, a capital da região do Atacama e a mais próxima da Mina San José, localizada no norte do país, onde estiveram presos por mais de dois meses.

Com 39 anos, Sepúlveda foi o segundo mineiro a ser resgatado e "roubou a cena" após dar às autoridades pedras que trouxe da mina e encorajar os socorristas, iniciando um momento de euforia.

"Ele está muito bem de ânimo, mas sofre de silicose", informou a fonte.

A silicose é uma doença de caráter irreversível, provocada por uma superexposição ao pó de sílica cristalina.

Mario Gómez, de 63 anos, no entanto, já havia sido diagnosticado com essa doença antes do desmoronamento, no dia 5 de agosto, que o prendeu sob a terra por mais de dois meses.

Em seu caso "está um pouco fraco", afirmou o médico. Gómez é o mais velho dos mineiros.

Em entrevista coletiva, o ministro da Saúde, Jaime Mañalich que "as coisas vão extraordinariamente até aqui, inclusive melhor do que o esperado".

Segundo Mañalich, alguns mineiros resgatados apresentaram aumento da frequência cardíaca quando subiam pelo túnel de 622 metros de comprimento e 66 centímetros de diâmetro, mas todos se recuperaram de forma satisfatória após repouso, sem a necessidade de medicamentos.

O ministro explicou que a partir deste momento, os mineiros seguirão um protocolo de hidratação e de suplementos vitamínicos. Os trabalhadores que já foram internados no hospital de Copiapó estão sendo avaliados por especialistas, como dermatologistas e oftalmologistas.

"Os mineiros têm uma situação psíquica tranquila", completou Mañalich, que também destacou o cansaço de todos.

Ao ser questionado sobre a situação dos mineiros com saúde mais frágil, o ministro destacou que os dois oficiais da Marinha chilena que desceram ao interior da mina estão examinando todos de maneira constante.

"Ao fim dos resgates, teremos feito 37 viagens de ascensão para mineiros e socorristas, que a princípio durariam uma hora cada, mas que com o passar do tempo começaram a ser mais rápidas", disse.

Com a redução do tempo dos trajetos, Mañalich disse que a operação de resgate - programada para durar 48 horas - pode cair a um dia e meio, 12 horas a menos que o esperado.

Veja a lista dos mineiros que passaram 69 dias na mina:

1- Florencio Ávalos: 31 anos, capataz, casado. Irmão de Renán, outro mineiro preso sob a terra. Na saída foi recebido pela mulher e pelo filho Byron, que chorou ao ver o pai.

2- Mario Sepúlveda: 40, eletricista, casado. Subiu o túnel gritando dentro da cápsula de resgate e na saída distribuiu pedras da mina às autoridades. Foi o apresentador da maioria dos vídeos do grupo.

3- Juan Illanes: 52, mineiro, casado. Veterano do conflito fronteiriço entre Chile e Argentina em 1978. Foi abraçado pela mulher e saudou as autoridades presentes.

4- Carlos Mamani: 23, operador de máquinas pesadas, casado e com uma filha. Boliviano e único estrangeiro do grupo. Ele se ajoelhou ao deixar a cápsula e foi recebido pela esposa e pelo presidente do Chile, que exibiam bandeiras da Bolívia.

5- Jimmy Sánchez: 19, mineiro, solteiro e o mais jovem do grupo. Muito emocionado ao deixar a cápsula, foi recebido pelo pai.

6- Osman Araya: 30, mineiro, casado, com três filhos. Ao deixar o local, abraçou a esposa Angélica.

7- José Ojeda: 46, encarregado de perfuração, viúvo, diabético e autor da famosa mensagem "Estamos bem no refúgio, os 33". Foi recebido pela filha, que tinha uma bandeira do Chile nas mãos.

8- Claudio Yáñez: 34, operador de máquina, duas filhas. Foi recebido com um longo abraço da companheira, com quem prometeu se casar antes de deixar a mina. O momento foi registrado por uma das filhas com uma câmera de vídeo.

9- Mario Gómez: 63, motorista, casado. É o mais experiente do grupo, filho de mineiro.

10- Alex Vega: 32, mecânico de máquinas pesadas, casado. No dia 22 de setembro, celebrou o aniversário no interior da mina. Fez o sinal da cruz e em seguida abraçou a esposa, Jéssica Salgado.

11- Jorge Galleguillos: 56, mineiro experiente, casado, sofre de hipertensão.

12- Edison Peña: 34, mineiro, solteiro.

13- Carlos Barrios: 27, mineiro, solteiro.

14- Víctor Zamora: 33, mecânico, casado.

15-   Víctor Segovia: 48, eletricista, casado e encarregado de registrar por escrito o que ocorre dentro da mina.

16- Daniel Herrera: 27 anos, motorista de caminhão, casado.

17- Omar Reygadas: 56, eletricista, casado, recém contratado para trabalhar na mina.

18- Esteban Rojas: 44, encarregado de manutenção, casado.

19- Pablo Rojas: 45 anos, encarregado de explosivos, casado. Trabalhava há menos de seis meses na mina.

20- Darío Segovia: 48 anos, operador de máquina, casado.

21- Yonni Barrios: 50, eletricista, casado e encarregado do acompanhamento médico dos mineiros por seus conhecimentos de enfermagem.

22- Samuel Ávalos: 43, mineiro, casado e com antecedentes no uso de entorpecentes.

23- Carlos Bugueño: 27, mineiro, solteiro.

24- José Henríquez: 54, encarregado de perfuração, casado e guia espiritual dos mineiros.

25- Renán Ávalos: 29, mineiro, solteiro, irmão de Florencio Ávalos.

26- Claudio Acuña: 35, operador de perfuradora, solteiro.

27- Franklin Lobos: 53, motorista, solteiro e ex-jogador profissional de futebol.

28- Richard Villarroel: 27, mecânico, solteiro.

29- Juan Aguilar: 49, supervisor, casado.

30- Raúl Bustos: 40, mecânico hidráulico, casado.

31- Pedro Cortez: 26, eletricista, solteiro.

32- Ariel Ticona: 29, motorista de máquina pesada, casado

33- Luis Urzúa: 54, topógrafo e chefe de turno, casado. É o líder do grupo.



Veja Também

Tags


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário do Grande ABC