Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

São Caetano, eternamente


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

08/05/2017 | 07:00


Raimundo da Cunha Leite e Jerry Adriani têm tudo a ver com São Caetano. Raimundo, o nordestino que chegou a uma terra predominantemente formada por uma etnia com raízes italianas, enraizada, tradicional e tradicionalista. E que fez extraordinária carreira política, como vereador, prefeito e deputado federal. Morou numa pensão do bairro Fundação.

Jerry Adriani, o italianinho paulistano, veio menino para a Vila Prosperidade e estudou no Ginásio Bonifácio de Carvalho. Cantou na Rádio Cacique, e nas emissoras de Santo André e São Bernardo. Tornou-se um nome nacional – e internacional – cantando Jovem Guarda, sim, mas indo além, da música italiana às músicas românticas nacionais.

Raimundo envolveu os seus irmãos nordestinos e os da terra, e adorava memória. Jerry Adriani jamais olvidou São Caetano, e falava com amor e paixão da terra que o acolheu e à sua família.

Por essas coisas da vida, Raimundo, o “bom baiano”, e Jerry, o “galã namorador”, partiram praticamente juntos, no abril que passou – como bem reportou o Diário.

CARTAS DATILOGRAFADAS

Como repórter, convivemos mais com o Dr. Raimundo da Cunha Leite. Era comum receber, na Redação, cartinhas postadas no Correio de São Caetano, datilografadas por ele próprio, lembrando fatos, repassando documentos, como um recibo de assinante do News Seller, nos anos 1960.

Fomos à sua casa algumas vezes. Ele se orgulhava do acervo organizado. Lembrou o centenário da imigração italiana em São Caetano (1877-1977) e nos repassou fotos, folhetos, jornais, ilustrações diversas editadas em seu governo municipal por ocasião daquela efeméride. E quando lançou autobiografia – em 2002 – fez questão de enviar exemplar com carinhosa dedicatória.</CS>

São Caetano, sim; mas sem se esquecer Juazeiro. A flâmula dos dois centenários, com diferença de um ano apenas, é prova disto. O livro autobiográfico também.

PROFESSORES E NAMORADAS

Jerry Adriani, o cantor. Que conhecíamos do rádio, da TV, dos discos e das inúmeras notícias publicadas pelo Diário. Jerry estava sempre por aqui, fazendo shows e visitando prefeitos como Hygino de Lima, de São Bernardo. E lembrando detalhes regionais que só os verdadeiramente apaixonados pela terra em que viveu conseguem guardar na memória.

Até que, em 2006, conhecemos Jerry pessoalmente, gravando com ele uma entrevista na TVT. Naquela data, escrevemos, aqui em Memória:

Jerry Adriani adentrou os estúdios da TV dos Trabalhadores, em São Bernardo, contando histórias da sua vivência no Grande ABC.

Citou nomes dos primeiros professores na Vila Prosperidade, no Centro de São Caetano e em Santo André. Relembrou os músicos do Grande ABC com quem deu os primeiros passos artísticos.

Falou de uma namorada que teve no bairro Campestre e outra no Centro de São Bernardo. Conversou o tempo todo, antes do programa, durante as gravações, nos intervalos e na hora da despedida.

Em determinado momento, confessou: “Puxa!, nem eu mesmo sabia que lembrava tantas coisas da minha infância e juventude aqui no ABC”.

Está tudo devidamente gravado, registrado. O querido Banana consegue acessar a fita em segundos. Uma oração de amor do ídolo a São Caetano e região.

OBRIGADO, AMIGOS

Como não tivemos a ideia de colocar, frente a frente, Jerry e Raimundo? A memória regional ficaria mais rica. Felizmente, temos a fita do cantor e o acervo do político. Eles são modelo às novas gerações para quem queira dar sequência à história local, que é rica, que fascina.


Diário há 30 anos

Sexta-feira, 8 de maio de 1987 – ano 29, edição 6436

Grande ABC – Municípios estudam criação de consórcio para as 1.700 toneladas/dia de lixo produzidas.

Santo André – Aberta a 10ª Feira da fraternidade na garagem Municipal: à frente, as 17 entidades da Feasa (Federação das Entidades Assistenciais).

São Caetano – Associação Comercial e Industrial com nova diretoria: Guilherme Rodrigues da Silva assume no lugar de Alarico Suhadolnik.

Diadema – Prefeitura legaliza lotes no Jardim Canhema, Jardim Arthur Bernardes, Santa Maria 4, Parque Real 2, Andrade Barbosa, Nações 1 e Dom João VI.

Patrimônio – O Palácio de Mármore do Moinho São Jorge passou por completa reforma e vai ser reinaugurado neste ano. Reportagem: Regina Belletato Fonseca.

Primeira Divisão No Pacaembu: Corinthians 1, EC Santo André 3.

Em 8 de maio de...

1917 – A Companhia Paulista de Lanifício, mantenedora da fábrica Kowarick, de Santo André, convoca acionistas para pagamento de juros e resgate de obrigações. Escritório
ficava na Rua Álvares Penteado, no triângulo paulistano.

A guerra. Do noticiário do <CF160>Estadão: a agitação operária
na Hungria.

1982 – Prefeito Tito Costa inaugura o Teatro Elis Regina, no bairro Assunção, em São Bernardo.


Hoje

Dia do Pintor e do Artista Plástico

Dia Internacional da Cruz Vermelha

Dia da Vitória (fim da 2ª Guerra Mundial, em 1945).

Dia do Profissional de Marketing

Dia Mundial das Comunicações Sociais


Santos do Dia

No centro geográfico da Argentina, a 60 quilômetros de
Buenos Aires, localiza-se cidade chamada Luján, na qual se impõe no horizonte templo dedicado à Virgem Maria, conhecido como “Santuário de Luján”. Nesse santuário os argentinos veneram, há séculos, pequena imagem de Nossa Senhora. Nenhum argentino é indiferente ao que acontece em torno de Luján.

Bonifácio

Desiderato

Madalena de Canossa


Municípios Brasileiros

Aniversariam hoje: Anastácio (Mato Grosso do Sul), Barra de Santa Rosa (Paraíba), Braga (Rio Grande do Sul), Duas Barras (Rio de Janeiro), Ibaretama (Ceará), Jardim de Angicos (Rio Grande do Norte), Jericó (Paraíba), Maragogipe (Bahia), Messias Targino (Rio Grande do Norte), Palhano (Ceará), Parazinho (Rio Grande do Norte), Passagem Franca (Maranhão), Saquarema (Rio de Janeiro), Silva Jardim (Rio de Janeiro) e Terenos (Mato Grosso do Sul).

Município Paulista

Hoje é o aniversário de Itapecerica da Serra, elevado a município em 1877, quando se separa de Santo Amaro, então município autônomo; é também o aniversário de São Luís do Paraitinga, elevado a município em 1773, quando se separa de Taubaté. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados