Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

TIM investe em captação pluvial

Nario Barbosa/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Empresa conclui projeto de R$ 1,2 mi para aproveitar água da chuva em unidade de Sto.André


Leone Farias

22/09/2014 | 07:05


Para as empresas, é sempre bom ter condições de economizar insumo escasso como a água, e uma das formas para isso é montagem de sistema de drenagem para captação da chuva. A operadora TIM acaba de concluir projeto desse tipo, para captar e armazenar água pluvial no Pisa (Polo Industrial de Santo André), que é como a empresa intitula seu centro tecnológico, que emprega 2.200 pessoas.

Com investimento de R$ 1,2 milhão, a iniciativa contempla tratamento para reutilização, visando o auto-abastecimento de 60% do volume utilizado em toda a unidade.

Atualmente, o consumo médio do Pisa é de aproximadamente 80 m³ por dia, sendo que, desse total, 60%, ou 48 m³ diários são utilizados nos sanitários das instalações. Com esse projeto, o objetivo é que banheiros e a limpeza das áreas externas passem a utilizar a água de reúso da chuva.

A gerente sênior de real estate & facilities da TIM, Anunciata Napolitano, revela que o principal objetivo da empresa, com a iniciativa, foi diminuir significativamente a utilização de água potável em suas instalações, ampliando as ações de sustentabilidade no local e ainda reduzir o impacto, no atual cenário de escassez de recursos hídricos no Estado de São Paulo. A ação também vai representar economia de cerca de R$ 350 mil por ano, estima a gerente.

A captação se dá por rede de drenagem formada por ralos e tubulações instalados na área externa e por calhas e tubos no telhado do Pisa. Quando chove na região, a água escoa até alcançar os tanques subterrâneos (com capacidade de reserva de 300 mil litros), é bombeada ao sistema de tratamento composto de decantação, filtração e cloração e, posteriormente armazenadas em tanques aéreos (capacidade de água tratada de 300 m³), distribuídas para os canais de abastecimento de instalações como sanitários, e para a limpeza da áreas externas.

TRATAMENTO - Anunciata assinala que já está nos planos a segunda etapa do projeto, para ocorrer no primeiro semestre de 2015, e que contemplará o tratamento do esgoto no Pisa antes do descarte definitivo no sistema de esgoto. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;