Internacional Titulo Ação
Grécia detém 6 mil imigrantes ilegais
Por
06/08/2012 | 16:11
Compartilhar notícia


Autoridades da Grécia detiveram milhares de supostos imigrantes ilegais numa ação de larga escala para combater o que um funcionário do governo descreveu como uma "invasão pré-histórica". A Grécia é o principal ponto de entrada de imigrantes ilegais da Ásia e da África na Europa. Mas os graves problemas econômicos dos gregos e o alto desemprego estão deixando o problema ainda mais grave.

 

Nesta segunda-feira, a polícia informou ter detido 6 mil pessoas no final de semana durante uma grande operação em Atenas. Numa contradição à ação policial, a operação recebeu o nome de Zeus Xênios, o deus da hospitalidade.

 

Partidos de esquerda criticaram a medida e o Alto Comissariado para Refugiados da Organização das Nações Unidas (ONU) expressou preocupações de que imigrantes, provenientes de países em guerra, e pessoas que têm direito de pedir asilo podem ter negados seus direitos de proteção.

 

Estima-se em 100 mil o número de imigrantes ilegais que entram na Grécia todo ano, a maioria vindos da vizinha Turquia. Acredita-se que cerca 1 milhão deles morem na Grécia, que tem uma população de 10 milhões de habitantes.

 

O ministro da Ordem Pública, Nikos Dendias, disse nesta segunda-feira que a repressão contra os imigrantes ilegais vai continuar. Segundo ele, a entrada descontrolada de pessoas no país levou a Grécia "à beira do colapso".

 

"O país está sendo perdido", disse ele à emissora privada Skai TV. "O que está acontecendo agora (na Grécia) é a maior invasão já registrada. Desde a invasão dória, cerca de 3 mil anos atrás, o país nunca recebeu um fluxo tão grande de imigração."

 

Dendias disse que os imigrantes detidos serão mantidos temporariamente nos prédios da academia de polícia no norte da Grécia, que fica fechada no verão, e num centro de detenção nas proximidades de Atenas. Ele afirmou que até o final deste ano o país terá capacidade para deter até 10 mil pessoas. "Quem quer se seja detido permanecerá preso e será deportado", disse ele. As informações são da Associated Press.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;