Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

Fiuk fala sobre seu novo CD: Vira Lata

Denis Maciel Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Marcela Munhoz
Do Diário do Grande ABC

24/11/2013 | 07:00


“O CD precisava de um rótulo e gosto de todas as referências dele. É como eu, vira-lata que não tem raça definida, tem um pouco de tudo.” Foi assim que Fiuk, 23 anos, definiu seu segundo trabalho solo de estúdio, Vira Lata, que chega com 13 faixas: Agora Você Quer, Não Falo Nada, Toma Toma, Escuta Essa, Eu Não Sou Normal, Tá na Cara, Fora de Alcance, Tempo, Caso Sério, Sou do Bem, Nocaute, Foda-se e Vira Lata.

Em bate-papo exclusivo e descontraído com o D+, o cantor e apresentador comentou música por música e – assim como em seu primeiro álbum, Sou Eu, lançado em 2011 – mostrou empolgação com o resultado e com as parcerias. Entre elas, Mc Sapão, Rapin Hood, Manu Gavassi, Thiaguinho e Fábio Jr.. “O estilo de Caso Sério é muito diferente de tudo o que meu pai faria. Foi uma novidade para mim e para ele.” Fiuk contou também que todas as músicas têm alguma referência de algo que aconteceu na sua vida, inclusive relacionamentos amorosos. “Escuta Essa foi para uma ex que me deixou maluco e Tempo depois que terminei com outra namorada”, revela.

O Coletivation, da MTV, também esteve na pauta da conversa. O apresentador comentou sobre os entrevistados e disse que até foi xavecado por Demi Lovato.

Veja entrevista aqui


 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fiuk fala sobre seu novo CD: Vira Lata

Marcela Munhoz
Do Diário do Grande ABC

24/11/2013 | 07:00


“O CD precisava de um rótulo e gosto de todas as referências dele. É como eu, vira-lata que não tem raça definida, tem um pouco de tudo.” Foi assim que Fiuk, 23 anos, definiu seu segundo trabalho solo de estúdio, Vira Lata, que chega com 13 faixas: Agora Você Quer, Não Falo Nada, Toma Toma, Escuta Essa, Eu Não Sou Normal, Tá na Cara, Fora de Alcance, Tempo, Caso Sério, Sou do Bem, Nocaute, Foda-se e Vira Lata.

Em bate-papo exclusivo e descontraído com o D+, o cantor e apresentador comentou música por música e – assim como em seu primeiro álbum, Sou Eu, lançado em 2011 – mostrou empolgação com o resultado e com as parcerias. Entre elas, Mc Sapão, Rapin Hood, Manu Gavassi, Thiaguinho e Fábio Jr.. “O estilo de Caso Sério é muito diferente de tudo o que meu pai faria. Foi uma novidade para mim e para ele.” Fiuk contou também que todas as músicas têm alguma referência de algo que aconteceu na sua vida, inclusive relacionamentos amorosos. “Escuta Essa foi para uma ex que me deixou maluco e Tempo depois que terminei com outra namorada”, revela.

O Coletivation, da MTV, também esteve na pauta da conversa. O apresentador comentou sobre os entrevistados e disse que até foi xavecado por Demi Lovato.

Veja entrevista aqui


 

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;