Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Dedé articula projeto de Alex em três cidades


Renan Matavelli
Especial para o Diário

10/07/2013 | 07:00


Candidato derrotado na eleição majoritária do ano passado, o ex-vice-prefeito de Ribeirão Pires Edinaldo de Menezes, o Dedé (PPS), já iniciou o trabalho para alavancar a provável candidatura ao Congresso do deputado estadual Alex Manente (PPS). Dedé articula em sua cidade, além de Rio Grande da Serra e Mauá, o projeto para Alex, que tem base eleitoral em São Bernardo.

De olho nos quase 415 mil votos da microrregião, o parlamentar estadual prevê apostar no ex-vice-prefeito como candidato à Assembleia Legislativa. “Alex quer que eu me candidate, porém, ainda é muito cedo para decidir algo”, despistou Dedé.

Depois da derrota para Saulo Benevides (PMDB) na eleição do ano passado – mesmo tendo apoio do então prefeito Clóvis Volpi (PV) –, Dedé decidiu retomar os negócios da família. Mas há especulações para que ele assuma a coordenação regional da MD (Mobilização Democrática), legenda que está em fase de criação por fusão do PPS e PMN.

Em 2014, Dedé teve registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral por estar enquadrado na Lei da Ficha Limpa, o que lhe acarretou oito anos de inelegibilidade. Como o processo foi transitado em julgado (finalizado) em 2006, a penalidade seria válida até 2014. Mas há entendimentos jurídicos que apontam que a punição começa a ser contada a partir da data do crime, neste caso, em 2004. Assim, o popular-socialista já estaria livre para concorrer desde o ano passado.

Convidado por Saulo para ser conselheiro de gestão, o popular-socialista alegou que o peemedebista não pediu sua contribuição para o governo. Apesar disso, o atual chefe do Executivo contemplou dois aliados de Dedé com cargos em comissão. Aminadab Carlos Lúcio de Oliveira e Paulo André de Paula foram nomeados assessores especiais na Secretaria de Serviços Urbanos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dedé articula projeto de Alex em três cidades

Renan Matavelli
Especial para o Diário

10/07/2013 | 07:00


Candidato derrotado na eleição majoritária do ano passado, o ex-vice-prefeito de Ribeirão Pires Edinaldo de Menezes, o Dedé (PPS), já iniciou o trabalho para alavancar a provável candidatura ao Congresso do deputado estadual Alex Manente (PPS). Dedé articula em sua cidade, além de Rio Grande da Serra e Mauá, o projeto para Alex, que tem base eleitoral em São Bernardo.

De olho nos quase 415 mil votos da microrregião, o parlamentar estadual prevê apostar no ex-vice-prefeito como candidato à Assembleia Legislativa. “Alex quer que eu me candidate, porém, ainda é muito cedo para decidir algo”, despistou Dedé.

Depois da derrota para Saulo Benevides (PMDB) na eleição do ano passado – mesmo tendo apoio do então prefeito Clóvis Volpi (PV) –, Dedé decidiu retomar os negócios da família. Mas há especulações para que ele assuma a coordenação regional da MD (Mobilização Democrática), legenda que está em fase de criação por fusão do PPS e PMN.

Em 2014, Dedé teve registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral por estar enquadrado na Lei da Ficha Limpa, o que lhe acarretou oito anos de inelegibilidade. Como o processo foi transitado em julgado (finalizado) em 2006, a penalidade seria válida até 2014. Mas há entendimentos jurídicos que apontam que a punição começa a ser contada a partir da data do crime, neste caso, em 2004. Assim, o popular-socialista já estaria livre para concorrer desde o ano passado.

Convidado por Saulo para ser conselheiro de gestão, o popular-socialista alegou que o peemedebista não pediu sua contribuição para o governo. Apesar disso, o atual chefe do Executivo contemplou dois aliados de Dedé com cargos em comissão. Aminadab Carlos Lúcio de Oliveira e Paulo André de Paula foram nomeados assessores especiais na Secretaria de Serviços Urbanos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;