Setecidades Titulo No Parque São Vicente
Homem incendeia carro e mata mulher carbonizada em Mauá

Miqueias Bezerra de Almeida jogou gasolina e ateou fogo no carro de Alessandra Christina dos Santos Aguiar com ela dentro do veículo

Gabriel Gadelha
Especial para o Diário
10/07/2024 | 17:57
Compartilhar notícia
Reprodução/Redes Sociais


Alessandra Christina dos Santos Aguiar, 34 anos, foi encontrada carbonizada dentro de um Fiat Uno no bairro Parque São Vicente, em Mauá, na manhã de ontem. Miqueias Bezerra de Almeida, 42, instrutor de autoescola, que confessou o assassinato à polícia, tinha um relacionamento extraconjugal com a vítima e alega ter cometido o crime após ter sofrido ameaças de revelação do romance para sua família. 

De acordo com o boletim de ocorrência, registrado como feminicídio no 1° Distrito Policial de Mauá, guardas municipais foram acionados e, ao chegarem ao local, depararam-se com o veículo em chamas. O Corpo de Bombeiros foi chamado para controlar o fogo e, após a extinção das chamas, localizaram o corpo da vítima. A autoridade policial afirma que “no interior do veículo, no banco do passageiro, encontrava-se um corpo completamente carbonizado (…), inclusive bastante destruído da cintura para baixo”.

Os dois teriam se conhecido em 2023, ele como professor e ela como aluna, em aula de direção de uma autoescola. Em seu depoimento, Miqueias diz que queria terminar o relacionamento, porém, segundo ele, Alessandra teria começado a ameaçá-lo dizendo que revelaria o caso extraconjugal à sua família e teria também ameaçado “estraçalhar” suas filhas, uma de 11 e uma de 13 anos – ele, porém, disse não ter mensagens ou outros registros de conversas que comprovem isso.

O CRIME

Ontem, no dia do aniversário de casamento de Miqueias, ele afirmou no interrogatório que chamou Alessandra para encontro atrás de um campo de futebol, em local onde motoristas de aplicativo costumam estacionar aguardando chamados – cada um foi em seu próprio carro. Ao chegar, afirmou ter entregado uma rosa para vítima e ter avisado que não poderia ficar com ela por ser seu aniversário de casamento. Segundo ele, a mulher “reagiu mal” e “começou a fazer um escândalo, novamente proferindo ameaças”.

“O declarante salienta que, não aguentando mais toda a loucura em que tinha se transformado sua vida (…), foi até seu carro, pegou um galão de gasolina que já se encontrava ali, jogou na região do banco do passageiro e, em seguida, riscou um fósforo e jogou sobre o referido combustível; houve então uma explosão e o carro começou a pegar fogo”, registra o boletim.

Miqueias então fugiu em seu carro em alta velocidade, segundo testemunhas, mas em seguida chegou a voltar ao local do crime para depois sair novamente em velocidade. Após investigação policial, o instrutor de autoescola foi encontrado em sua casa e preso em flagrante por homicídio triplamente qualificado (motivo fútil, meio cruel e emboscada). Ele afirmou que já esperava a chegada dos policiais e confessou o crime imediatamente. 

Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública), ele foi encaminhado à delegacia, onde novamente confessou o crime e permaneceu à disposição da Justiça. A perícia técnica foi acionada para realizar a coleta de provas, e foram requisitados exames do IML (Instituto Médico Legal) para a vítima.

A defesa de Miqueias afirma que ele apagava as mensagens por conta do medo de a esposa descobrir o relacionamento extraconjugal. Também afirma que a família está em choque, as filhas teriam passado mal e que a esposa não desconfiava de nada.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;