Política Titulo Ainda em Santo André
Paulo Serra tem contas de 2022 aprovadas pelo TCE

Corte entende que gestão tucana atendeu a todos os índices constitucionais exigidos

Artur Rodrigues
10/07/2024 | 09:38
Compartilhar notícia
FOTO: Celso Luiz/DGABC


 O TCE (Tribunal de Contas do Estado) aprovou na semana passada as contas da gestão do prefeito Paulo Serra em 2022, segundo ano após a sua reeleição à Prefeitura de Santo André. 

De acordo com os conselheiros Antonio Roque Citadini e Marco Aurélio Bertaiolli, a administração tucana atendeu a todos os índices exigidos pela Corte.

“Com todos os índices constitucionais atendidos, o setor de cálculos aprovou todos os demonstrativos”, disse Bertaiolli na sessão do último dia 2 de julho. 

Agora, a gestão Paulo Serra tem as contas dos dois primeiros anos após a reeleição aprovadas pelo Tribunal de Contas. A Corte já havia aprovado, em dezembro do ano passado, os demonstrativos de 2021, primeiro ano do segundo mandato tucano. Na ocasião, o TCE destacou o pagamento de precatórios, por parte da Prefeitura andreense. 

Em 2021, a administração pagou um total de R$ 62 milhões em precatórios, que são dívidas do governo com pessoas e empresas cujo pagamento foi determinado por decisão judicial. A quantia correspondeu a 2,44% do orçamento vigente, o que, segundo a Corte, mostrou empenho da gestão Paulo Serra em quitar as dívidas.

“A certidão emitida pelo Depre (Diretoria de Execuções de Precatórios e Cálculos) – setor do Tribunal de Justiça de São Paulo responsável pela organização e gerenciamento das filas de pagamentos dos precatórios – validou a regularidade do município em 2021”, declarou Roque Citadini no ano passado. 

O corregedor também citou as aprovações das contas de todo o primeiro mandato de Paulo Serra – 2017 a 2020 – como exemplo de esforço da gestão tucana em reduzir os impasses jurídicos.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;