Economia Titulo Visita e investimento
Scania recebe Alckmin e detalha aporte de R$ 2 bi

Montante anunciado terá como principal função o desenvolvimento de projetos que visam a descarbonização

Nilton Valentim
21/06/2024 | 21:13
Compartilhar notícia
FOTO: Cadu Gomes/VPR


O investimento de R$ 2 bilhões, antecipado na quarta-feira pelo vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Servilos, Geraldo Alckmin, foi confirmado e detalhado nesta sexta-feira (21) pela Scania. Os recursos, que serão aportados entre 2025 e 2028, vão ter como principal finalidade o desenvolvimento de produtos voltados à descarbonização.

Parte do valor, R$ 60 milhões, será utilizada na preparação da planta de São Bernardo, que em março de 2025 passará a produzir chassis para ônibus elétricos. A fábrica do Brasil será a terceira unidade global da Scania a produzir veículos elétricos no planeta. 

“São poucas adequações na linha, basicamente mudanças na pré-montagem, que envolve o sistema de resfriamento e de alta tensão, e da pré-montagem da estrutura que vai sustentar as baterias no lugar do motor”, diz a engenheira de processos industriais Isabelle Diniz, responsável pelo projeto.

Estes ônibus têm 12 metros de comprimento e são alimentados por até cinco pacotes de baterias. Com a absorção da nova tecnologia, a previsão é manter o nível de produção atual, com 11 chassis fabricados diariamente – sendo destes, três eletrificados. Os chassis de ônibus elétrico a serem ofertados ao mercado brasileiro serão os mesmos fabricados e comercializados atualmente na Europa – produzidos na unidade Scania localizada na Polônia.

“Nós estamos aqui, na ponta, na vanguarda da inovação, da tecnologia, numa indústria sustentável, verde, que lidera a descarbonização, com veículos elétricos, a gás e com biodiesel. Trata-se de uma empresa altamente competitiva, que faz 115 caminhões pesados e ônibus por dia; e exportadora, que atende a América Latina e até outros continentes”, afirmou Alckimin.

O presidente e CEO da operação Industrial da Scania, Christopher Podgorski, ressaltou que o polo industrial em São Bernardo abrange uma área total de 427 mil metros quadrados.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;