Cultura & Lazer Titulo 40 anos de histórias
Nostálgica noite rememora ‘rock anos 80’ com shows memoráveis em Santo André

Biquíni e Barão Vermelho mostraram, no palco do Espaço Win, o motivo de ainda serem aclamadas bandas do cenário nacional

Wilson Guardia
15/06/2024 | 19:37
Compartilhar notícia
Foto: Wilson Guardia


Memorável, assim pode se definir a nostálgica noite de sexta-feira (14) com shows que rememoraram o ‘rock anos 80’. No palco do Espaço Win, em Santo André, duas bandas que mostraram os motivos de serem aclamadas no cenário musical nacional. Biquíni e Barão Vermelho trouxeram clássicos que marcaram época, não só para os ‘quarentões’, mas que ainda embalam histórias com críticas sociais e políticas na nova geração.

Biquíni abriu a sequência de apresentações e logo imprimiu sua marca ao tocar Tédio, primeira música gravada pela banda, ainda em 1985, na sequência, demonstrando ao que veio, o vocalista Bruno Gouveia, 56 anos, mostrou energia e potência vocal acompanhado pelo instrumental impecável. Impossível, Dani e Uma Brasileira foram tocadas na sequência.

Hits para agitar o público não faltaram, afinal são 39 anos de estrada com músicas que marcaram época. O ponto alto ocorreu quando o público foi convidado a deixar suas mesas e cadeiras, afinal tratava-se de um jantar show, para pular ao som de Vento Ventania.

Sem pressa e nem vergonha, Timidez também foi tocada e cantada. Após a música, Bruno Gouveia pausou o show e pediu a atenção do público para um assunto sério. “Hoje estamos aqui em noite de festa e felizes com comida e bebida. Quero a solidariedade de todos para ajudar nossos irmãos do Rio Grande do Sul. Por lá, muitos não têm água para beber”, discorreu o vocalista ao pedir para a produção jogar no telão um QR Code para doações PIX.

Mesmo após a pausa, o show continuou em alta. Bruno Gouveia mostrava fôlego, afinação e simpatia e surpreendeu com sua performance ao descer do palco e do “meio do povo” cantar Zé Ninguém.

Antes do final da apresentação, o público que teve a oportunidade de relembrar quase quatro décadas de uma das poucas bandas anos 80 sobreviventes, foi informado sobre um novo CD, em produção e com lançamento previsto para o final deste ano. A álbum trará releituras do Biquíni com participações especiais, como Péricles, Guilherme Arantes, Matheus e Kauan e Falamansa.

Enquanto o público aproveitava do jantar, servido com excelência pela equipe do Espaço Win, e se refrescava com bebidas estupidamente geladas, Barão Vermelho se preparava para subir ao palco. A icônica banda, que teve à frente o imortal Cazuza e Frejat, apresentou ao público do Grande ABC seu novo vocalista, Rodrigo Suricato;

Todo pronto, abrem-se as cortinas e com um instrumental pesado os acordes de Por Que a Gente é Assim? surgem e o público vai ao delírio. No 'setlist', Bete Balanço, O Tempo Não Para, Por Você, Pro Dia Nascer Feliz, Puro Êxtase entre outras.

Cazuza, um dos maiores compositores brasileiros e rebelde por essência, deixou marcado na história do rock, da música brasileira, críticas políticas e sociais e 40 anos depois da fundação do Barão Vermelho, suas letras se mostram cada vez mais atuais.

Rodrigo Suricato comentou sobre o cenário musical e em especial do estilo, antes marginalizado, no contexto atual do mercado fonográfico. “A histórica do rock nacional é sobre resistência”, declarou.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;