Política Titulo Luto
Morre ex-prefeito de São Bernardo Walter Demarchi

Político estava internado havia duas semanas depois de quebrar o fêmur; velório e sepultamento serão no Cemitério da Vila Euclides

Por Raphael Rocha
15/12/2023 | 07:42
Compartilhar notícia
DGABC


Morreu na madrugada desta sexta-feira (15) o ex-prefeito Walter Demarchi. Ele tinha 84 anos e estava internado no Hospital Next, em São Bernardo, havia duas semanas depois de ter fraturado o fêmur. Ele não resistiu a um procedimento cirúrgico pelo qual iria passar justamente para recuperação da fratura.

Walter Demarchi, de família tradicional da cidade, foi vereador em 1976, presidente da Câmara, deputado estadual e prefeito, com mandato entre 1993 e 1996. Sua última participação efetiva em eleição foi em 1998, quando se candidatou a deputado estadual - recebeu 14.724 votos e não se elegeu.

Demarchi tinha cinco filhos, dois do casamento com Eda - Silvana e Rosana - e três do relacionamento com Vera - Verinha, Alexandre e Walter Júnior. 

O velório está marcado para iniciar às 10h, na Capela do Cemitério da Vila Euclides. O sepultamento acontece no mesmo local, às 15h.

Sobrinho de Walter Demarchi, o ex-vereador e ex-prefeiturável Rafael Demarchi lamentou a partida do tio. “Deixa um imenso legado de homem público, sempre preocupado com o próximo e com quem mais precisa. Fará uma grande falta, mas certamente nos deixa uma trajetória ímpar de correição e de como ser um bom homem público.”

TRAJETÓRIA

Walter Demarchi se elegeu pela primeira vez pela Arena, ainda em 1976, com 3.972 - desempenho superado somente por outro futuro ex-prefeito da cidade, Aron Galante. Em 1982, se elegeu presidente da Câmara.

Em 1988, candidatou-se pela primeira à Prefeitura de São Bernardo e foi vencido por Maurício Soares, então no PT - recebeu 87.244 votos, à época pelo PTB. A votação o colocou como uma das principais figuras políticas de São Bernardo à época, principalmente por ter superado o desempenho do ex-prefeito Tito Costa.

Dois anos depois, Demarchi se elegeu deputado estadual, pelo PTB, com 30.024 votos. Foi o sinal de que precisava se candidatar novamente à Prefeitura, o que ocorreu em 1992. Demarchi aproveitou o racha no petismo da ocasião e venceu Djalma Bom (PT).

Seu governo tinha Tito Costa como vice, William Dib (outro ex-prefeito) como secretário de Saúde, Ricardo Lewandowski (ex-ministro do Supremo Tribunal Federal) como secretário de Assuntos Jurídicos e Waldir Cartola como o homem-forte da gestão.

Com o retorno de Maurício Soares à administração em 1996, em uma eleição muito polêmica nos bastidores por causa da falta de apoio a Cartola, Demarchi aos poucos foi deixando a vida pública e se dedicando aos negócios da família, sobretudo ao Restaurante São Judas Demarchi, um dos mais tradicionais da Rota do Frango com Polenta.

O São Judas fechou as portas em 2016, mas Demarchi ainda frequentava as franquias vendidas com o nome do restaurante.

Em 2020, sua filha, Silvana, postou foto com o pai recém-recuperado da Covid-19.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;