Política Titulo Ato administrativo
Câmara confirma cassação de Marcelo Lima e dá posse a Paulinho da Força

Legislativo ratifica decisão do TSE de encerrar mandato do ex-vice-prefeito de São Bernardo por infidelidade partidária

Por Raphael Rocha
30/11/2023 | 13:59
Compartilhar notícia
Divulgação


A Câmara Federal confirmou a cassação do mandato de deputado federal do ex-vice-prefeito de São Bernardo Marcelo Lima (PSB), ratificando a decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) em condená-lo por infringir a Lei da Fidelidade Partidária. A mesa diretora da casa deu posse na manhã desta quinta-feira ao vice-presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força.

No começo do mês, o plenário do TSE julgou procedente, por 5 votos a 2, pedido do Solidariedade para cassar o mandato de Marcelo, que foi eleito pelo Solidariedade em 2022, mas migrou para o PSB em maio. O TSE comunicou a Câmara, que cumpriu rito interno de análise por parte da Corregedoria da mesa diretora antes de acolher a decisão da Justiça Eleitoral.

Paulinho da Força era o primeiro suplente do partido. Ele retorna ao Congresso depois de ter cumprido quatro mandatos de deputado federal, entre 2006 e 2022. Ele prestou juramento na manhã desta quinta-feira e seu nome já aparece no sistema da casa como deputado federal efetivo.

Marcelo estava em seu primeiro mandato de deputado federal na segunda tentativa de chegar a Brasília - ele havia se candidatado, sem sucesso, em 2018. Foi vereador por dois mandatos até ser escolhido pelo prefeito Orlando Morando (PSDB) para compor a chapa em 2016. A reedição da dobrada, em 2020, conferiu a reeleição de Morando. 

Ele também foi secretário de Serviços Urbanos na primeira gestão tucana, mas foi afastado por determinação da Justiça no âmbito da Operação Lix, conduzida pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), do Ministério Público, que apontou existência de esquema dentro da pasta em contratos públicos. Marcelo tenta, inclusive, na Justiça reverter o impedimento que há para ele reassumir algum cargo no primeiro escalão da Prefeitura.

Desde a confirmação da cassação, Marcelo tem usado as redes sociais para seguir com a rotina do mandato. Em nenhum momento ele se posicionou acerca da decisão do TSE - inclusive, segue dizendo que é deputado e fazendo prestação de contas do trabalho em Brasília.

Com a cassação de Marcelo, a bancada do Grande ABC será reduzida a três deputados: Alex Manente (Cidadania-São Bernardo), Vicentinho (PT-São Bernardo) e Fernando Marangoni (União Brasil-Santo André).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;