Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

FMI fará empréstimos à Rússia mesmo com ofensiva militar


Do Diário do Grande ABC

29/11/1999 | 12:15


A ofensiva militar da Rússia na Chechênia nao deve alterar a liberaçao de empréstimos por parte do Fundo Monetário Internacional. Foi assim que o ministro das Finanças, Mikhail Kasyanov, além de outros funcionários do governo, respondeu a comentários feitos este fim de semana, na Espanha, pelo diretor-gerente do FMI, Michel Camdessus, que disse que a guerra na Chechênia "deu à Rússia uma imagem muito negativa internacionalmente".

"Se esta declaraçao foi motivada por preocupaçoes de índole política", disse Kasyanov, "é bom recordar que o FMI nao é um órgao político".

Camdessus também declarou que os empréstimos à Rússia dependerao da capacidade do país de cumprir os compromissos estabelecidos junto ao FMI no início do ano.

A liberaçao da segunda parcela, de US$ 640 milhoes, de um empréstimo total do FMI de US$ 4,5 bilhoes, foi adiada depois que a instituiçao financeira impôs condiçoes adicionais.

Kasyanov admitiu que alguns recursos do governo, a maior parte provenientes de um aumento nos preços do petróleo, serao destinados às Forças Armadas. Mas acrescentou que "esse incremento no financiamento da defesa nacional nao é tao significativo para que o FMI insista em que nao podemos pagar o empréstimo".

Por sua vez, Gennady Seleznyov, presidente da câmara baixa do Parlamento, a Duma, disse que os países ocidentais pressionaram Camdessus para que desse esse tipo de declaraçao. Seleznyov afirmou que o FMI "nao é somente uma instituiçao financeira, mas também política". O líder parlamentar é da opiniao de que a Rússia deveria cessar seus pedidos de empréstimo ao FMI.

A Rússia é o maior devedor do Fundo Monetário Internacional. O país deve à instituiçao cerca de US$ 16 bilhoes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;