Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Motoqueiro que atropelou Fromer não vai para prisão


Do Diário OnLine

25/03/2004 | 12:36


O motoboy Erasmo Castro da Costa Júnior, 32 anos, foi condenado a uma pena de três anos e quatro meses de prisão, convertida em prestação de serviços a comunidade, por ter atropelado o guitarrista dos Titãs Marcelo Fromer, em 11 de junho de 2001.

A sentença foi dada pela Márcia Mayuni Bugan, da 25ª Vara Criminal de São Paulo. O tipo de serviço e o local serão definidos por um juiz da Vara das Execuções Criminais. Como a decisão é em primeira instância, ele ainda pode recorrer da decisão

Fromer foi atropelado quando praticava cooper, à noite, na avenida Europa. Ele morreu no dia 13 de junho, após ficar dois dias em coma. Na ocasião, o motoboy estava com a carteira de habilitação vencida.

Um ano e 21 dias depois do crime, ele foi apresentado pela polícia como o responsável pelo acidente. Ele confessou o atropelamento e disse que permaneceu no local até Fromer ser socorrido. O motoboy respondeu ao processo em liberdade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Motoqueiro que atropelou Fromer não vai para prisão

Do Diário OnLine

25/03/2004 | 12:36


O motoboy Erasmo Castro da Costa Júnior, 32 anos, foi condenado a uma pena de três anos e quatro meses de prisão, convertida em prestação de serviços a comunidade, por ter atropelado o guitarrista dos Titãs Marcelo Fromer, em 11 de junho de 2001.

A sentença foi dada pela Márcia Mayuni Bugan, da 25ª Vara Criminal de São Paulo. O tipo de serviço e o local serão definidos por um juiz da Vara das Execuções Criminais. Como a decisão é em primeira instância, ele ainda pode recorrer da decisão

Fromer foi atropelado quando praticava cooper, à noite, na avenida Europa. Ele morreu no dia 13 de junho, após ficar dois dias em coma. Na ocasião, o motoboy estava com a carteira de habilitação vencida.

Um ano e 21 dias depois do crime, ele foi apresentado pela polícia como o responsável pelo acidente. Ele confessou o atropelamento e disse que permaneceu no local até Fromer ser socorrido. O motoboy respondeu ao processo em liberdade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;