Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Brasileiros 'ilhados' em NY são exemplos críticos da situação da Varig


Da Agência Brasil

22/06/2006 | 18:54


Os brasileiros que estão fora do país são o maior desafio da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e das companhias aéreas diante do cancelamento de vôos da Varig. Segundo estimativa da agência, há 28 mil passageiros fora do país com passagens da empresa até o dia 30 de junho. Nesta quinta, do total de 2.963 passageiros com bilhetes da Varig que estariam voltando, 60 deles estão em Nova York sem conseguir lugares em vôos de outras companhias aéreas.

Em outros destinos, a Varig paga hospedagem e alimentação, mas, nos Estados Unidos, o caso é crítico porque a legislação de concorrência não permite o pagamento de benefícios para passageiros que deixam de embarcar. Segundo o presidente da Anac, Milton Zuanazzi, o governo brasileiro, por meio do Itamaraty, está buscando alternativas para não deixar brasileiros sem opções.

"Por exemplo, passageiros que vêm de outros lugares dos Estados Unidos, e passam por Nova York para vir para cá, então ocorre que a Varig não paga a hospedagem por causa de um regramento norte-americano", explicou Zuanazzi em referência às pessoas que têm seus vôos cancelados.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasileiros 'ilhados' em NY são exemplos críticos da situação da Varig

Da Agência Brasil

22/06/2006 | 18:54


Os brasileiros que estão fora do país são o maior desafio da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e das companhias aéreas diante do cancelamento de vôos da Varig. Segundo estimativa da agência, há 28 mil passageiros fora do país com passagens da empresa até o dia 30 de junho. Nesta quinta, do total de 2.963 passageiros com bilhetes da Varig que estariam voltando, 60 deles estão em Nova York sem conseguir lugares em vôos de outras companhias aéreas.

Em outros destinos, a Varig paga hospedagem e alimentação, mas, nos Estados Unidos, o caso é crítico porque a legislação de concorrência não permite o pagamento de benefícios para passageiros que deixam de embarcar. Segundo o presidente da Anac, Milton Zuanazzi, o governo brasileiro, por meio do Itamaraty, está buscando alternativas para não deixar brasileiros sem opções.

"Por exemplo, passageiros que vêm de outros lugares dos Estados Unidos, e passam por Nova York para vir para cá, então ocorre que a Varig não paga a hospedagem por causa de um regramento norte-americano", explicou Zuanazzi em referência às pessoas que têm seus vôos cancelados.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;