Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 16 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Aras defende porte de Armas para servidores da Funai



29/06/2022 | 18:26


O procurador-geral da República Augusto Aras propôs nesta quarta-feira, 29, medidas emergenciais para aumentar a segurança dos servidores e colaboradores da Fundação Nacional do Índio (Funai) na região do Vale do Javari, no Amazonas, onde o indigenista Bruno Araújo e o repórter Dom Phillips foram assassinados no último dia 5.

Aras se reuniu em Brasília com o presidente da Funai, Marcelo Xavier, e com diretores do órgão. Uma das medidas defendidas pelo procurador-geral é o porte de arma para os servidores. "Abandonos institucionais não podem existir. Eu vi nos olhos dos servidores essa sensação de abandono, que vai além do medo", disse o PGR.

Outro ponto abordado no encontro foram possíveis alternativas para ampliar a segurança na região nos próximos meses. Aras lembrou que os militares podem ser destacados para dar apoio logístico às eleições.

Segundo a PGR, os representantes da Funai garantem que aumentaram o valor investido na região, inclusive com a contratação de seguranças, mas relataram "dificuldades logísticas e financeiras". Também teriam manifestado interesse em abrir um concurso para ampliar o quadro de servidores da instituição.

Após o assassinato de Bruno e Dom, a PGR anunciou a criação de 30 novos ofícios do Ministério Público Federal para a Região Amazônica. Aras também notificou o governo federal e o governo do Amazonas a ampliarem a segurança de indígenas, moradores e servidores públicos no Vale do Javari. Veja as medidas e os órgãos cobrados:

- Governo do Amazonas, Ministério da Justiça e Ministério da Defesa: aumento das Forças de Segurança na região;

- Polícia Federal: envio de policiais e delegados federais recém-aprovados no concurso público da corporação;

- Ministério das Comunicações: melhora dos serviços de internet e telecomunicações na região.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;