Fechar
Publicidade

Sábado, 25 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Neurotech: busca por crédito sobe 11% em abril e 57% no interanual



28/05/2022 | 15:45


A busca por financiamento saltou em abril no País, conforme o Índice Neurotech de Demanda por Crédito. No quarto mês do ano em relação ao anterior, o crescimento foi de 11%, enquanto na comparação com abril de 2021 subiu 57%.

Apesar da expectativa de manutenção em alta, o crescimento expressivo do indicador em abril reflete os números fracos de 2021, quando o Brasil ainda sentia os efeitos da pandemia, avalia o diretor de Produtos e Sucesso do Cliente da Neurotech, Breno Costa. "A base de comparação do ano passado ainda está contaminada pela segunda onda da covid-19", diz. Em abril de 2021, o INDC caiu 11%.

Na comparação interanual, a expansão do INDC contou com alta nos três setores medidos: serviços (114%), varejo (106%) e bancos (38). Já ante março deste ano, o destaque foi o segmento bancário, com avanço de 17%. Em seguida, aparece o varejo, com aumento de 8%. Em contrapartida, a demanda por crédito no setor de serviços caiu 6% em abril em relação ao mês anterior.

Costa explica que a tendência é de desaceleração na demanda por crédito, em meio ao cenário atual de inflação e juros elevados, que tende a encarecer o custo do dinheiro. Neste ambiente, estima que a oferta também se arrefecerá. "O poder de compra está comprometido pelo endividamento das famílias e, embora o consumidor demande mais crédito, seu alto custo deve esfriar o consumo", explica.

Por categorias, houve expansão de financiamento em lojas de departamento e supermercados, de 167% e 136%, respectivamente, em abril ante igual mês de 2021. Em seguida, as maiores variações foram registradas em vestuário (110%), eletrodomésticos (86%) e móveis (2%).

Na comparação mensal, por sua vez, vestuário lidera o crescimento, ao registrar alta de 29%. Na sequência estão lojas de departamento (27%), móveis (16%) e supermercados (7%).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;