Fechar
Publicidade

Sábado, 22 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Paulo Serra é reeleito presidente do Consórcio

Em 2º mandato, prefeito de Sto.André quer estreitar laços com governos estadual e federal


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

08/12/2021 | 00:01


Reeleito de forma unânime para o segundo mandato como presidente do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, o prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), declarou que pretende aproximar ainda mais a região dos governos do Estado e União. Chefe do Executivo de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PL) também foi reconduzido ao cargo de vice-presidente do colegiados de prefeitos das sete cidades. 

Para estreitar os laços com o Estado, o tucano pretende se encontrar com integrantes do alto escalão do governo de São Paulo, sob comando de João Doria (PSDB), em agenda que deverá ocorrer ainda este ano. No caso da União, o mandatário do colegiado regional declarou que uma das formas de aproximação é valorizar o destaque que o Consórcio obteve em meio à pandemia da Covid para se apresentar ao governo federal.

“Nosso diálogo com o Palácio dos Bandeirantes está mais consolidado, mas devo estreitar ainda mais essa interação. Já com o governo federal, acredito que temos que materializar todo o potencial do Consórcio, para que possamos nos apresentar com toda a importância que a instituição e a região têm”, declarou o presidente reeleito. “A pandemia nos deu oportunidade de dialogar ainda mais com o governo”, emendou Paulo Serra. 

A reeleição do tucano já vinha sido debatida pelos chefes de Executivo. Na manhã de ontem, votaram o prefeito de Diadema, José de Filippi Júnior (PT); de Mauá, Marcelo Oliveira (PT); de Ribeirão Pires, Clóvis Volpi (PL); o prefeito interino de São Caetano, Tite Campanella (Cidadania); o vice-prefeito de São Bernardo, Marcelo Lima (PSD); além de Paulo Serra. Mandatário de Rio Grande da Serra, Claudinho da Geladeira (PSDB) não compareceu à assembleia, mas enviou o secretário de Governo, Admir Ferro, que não tem poder de voto.

A recondução de Paulo Serra ao posto máximo do Consórcio Intermunicipal também surgiu após entendimento de que três das sete cidades que formam a região passam por insegurança político-administrativa. O prefeito de Rio Grande, por exemplo, enfrenta dois processos de cassação, que devem ter desdobramento até o próximo dia 15. Em São Caetano, Tite se mantém no Executivo de forma interina e aguarda o retorno do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) ou até mesmo nova disputa eleitoral. Já o prefeito de Ribeirão Pires, Volpi, teve o diploma cassado pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral), mas pôde recorrer no cargo.

O presidente reeleito declarou, logo após ser reconduzido ao cargo, que a escolha visou a manutenção da união entre os prefeitos, que vem dando o tom do Consórcio nos últimos anos.

“Sempre buscamos a união e o consenso (na eleição do Consórcio). Dessa forma, eu e o prefeito Clóvis Volpi fomos reconduzidos aos cargos”, declarou Paulo Serra. O tucano ainda avaliou que o colegiado se manteve valorizado e que conseguiu pleitear, junto ao governo federal e também ao Estado de São Paulo, recursos para destravar obras importantes na região.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;