Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Marinho admite chance de chapa entre Lula e Alckmin

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Inusitada, aliança vem sendo ventilada nos bastidores; petistas do Grande ABC avaliam dobrada como positiva


Daniel Tossato
do Diário do Grande ABC

07/11/2021 | 00:01


Ex-prefeito de São Bernardo e presidente do PT paulista, Luiz Marinho (PT) admitiu a viabilidade de chapa entre o ex-presidente Luiz Inácio Lua da Silva (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin (de saída do PSDB) nas eleições do ano que vem, a despeito da histórica rivalidade entre os dois.

Ao Diário, Marinho confirmou a ideia, revelada na semana passada pelo jornal Folha de S. Paulo. “O momento é de conversas, diálogo, construções de pontes. Para o primeiro e o segundo turnos. Assim é a política. Sabemos identificar quem são nossos adversários para a retomada do Brasil da esperança”, declarou Marinho, em nítida menção às ameaças antidemocráticas capitaneadas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Tem muita água para correr sob a ponte das eleições. Aguardemos”, emendou.

A dobrada Lula-Alckmin passaria por algumas costuras. De malas prontas do PSD, Alckmin migraria para o PSB, histórico aliado do petismo. Nesse contexto, o ex-governador abandonaria o projeto de voltar ao comando do Palácio dos Bandeirantes, como vem trabalhando – estaria apalavrado com o PSD, de Gilberto Kassab e repetiria a vitoriosa dobrada com Márcio França (PSB).

A aliança seria construída como forma de unir bandeiras econômicas defendidas pelo antigo tucanato com a da justiça social, atribuída ao ex-presidente. “É o único tucano que gosta de pobre”, teria dito Lula. .

Em 2006, Lula e Alckmin rivalizaram na eleição presidencial, a primeira após estourar o escândalo do Mensalão. À ocasião, o petista venceu o tucano no segundo turno.

PETISTAS DA REGIÃO
Políticos do PT no Grande ABC ouvidos pelo Diário também sustentaram que o PT, e principalmente Lula, mantêm diálogo com diversos atores políticos visando exercitar a democracia e traçar alternativas para a sucessão de Bolsonaro. Para o deputado estadual Luiz Fernando Teixeira (PT), com base em São Bernardo, o movimento de elaboração de chapa entre os dois políticos pode fortalecer ainda mais a imagem de Lula no Estado de São Paulo. “A elaboração de uma chapa desse porte também sinalizaria ao centro político, que é um movimento importante. Sei que ainda estamos no campo da especulação, mas sou simpático a ideia”, declarou o parlamentar.

A avaliação foi a mesma para o também deputado estadual Teonílio Barba (PT). O petista entende que a possibilidade da chapa “não é impossível”. “Estamos abertos para conversas. Eu mesmo encontrei com Alckmin há alguns dias e ele não me falou nada (sobre a possibilidade da chapa com Lula). Acredito que ainda deva haver algumas análises: será que Alckmin aceitaria ser vice nesta chapa?”, emendou o parlamentar.  



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;