Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Doblò, da Fiat, ganha agilidade


Sueli Osório
Do Diário do Grande ABC

31/05/2006 | 08:50


O Doblò, carro multiuso da Fiat, entra para a era dos bicombustíveis. A mudança foi positiva para o modelo que agora, além de poder rodar com gasolina, álcool ou a mistura de ambos, ficou mais potente com o novo motor, que gera 9 cavalos a mais que o antecessor – 112 cv a gasolina e 114 a álcool, a 5.500 rpm. O torque é de 17,8 mkgf com o combustível derivado de petróleo e de 18,5 mkgf com o de origem vegetal, a 2.800 rpm. O modelo custa R$ 45.170 na versão ELX, que foi avaliada por Automóveis.

O carro ganhou mais agilidade no trânsito urbano, proporcionando boas saídas e retomadas e bom fôlego nas subidas. Segundo a montadora, vai da imobilidade aos 100 km/h em 12,1 segundos com gasolina e em 11,9 segundos quando abastecido com 100% de álcool. A velocidade máxima é de 165 km/h e 167 km/h, respectivamente. O consumo apontado pela Fiat é de 11 km/l (gasolina) e 7,8 km/l (álcool) na cidade e de 14,8 km/l (gasolina) e 10,4 km/l (álcool) na estrada.

Embora não seja muito grande – tem 4,16 metros de comprimento e 1,71 m de largura –, o modelo tem como principal atrativo o seu espaço interno. Com distância entre eixos de 2,56 m, oferece bom espaço para os ocupantes, inclusive aos passageiros do banco traseiro. A boa altura, de 1,83 m, também permite acomodar com conforto os mais altos. O espaço é generoso para quem precisa levar bagagem ou carga: são 750 litros, chegando a 3 mil litros com o banco traseiro rebatido.

Por fora, foram poucas as mudanças. O modelo passa a trazer a logomarca, a sigla da motorização e o adesivo Flex na tampa traseira do veículo. Os faróis das versões ELX e Adventure ganharam moldura interna metalizada. Nos pára-choques dianteiros, a versão ELX tem agora a parte inferior da entrada de ar pintada na mesma cor do pára-choque, enquanto a Adventure tem um efeito estético prata.

Internamente, as versões ELX e Adventure chegam com novo console central, que possui dois porta-objetos e mais um porta-copos traseiro. Sobre o pára-brisa, há um amplo porta-objetos.

De série, a versão ELX tem itens como direção hidráulica e computador de bordo. Se equipada com o kit Conforto, que inclui ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos, o preço sobe para R$ 49.960. Também é possível colocar dois bancos traseiros suplementares, encarecendo o Doblò em R$ 1.187. Há ainda a versão Cargo, por R$ 41.620, e a Adventure, por R$ 55.830.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Doblò, da Fiat, ganha agilidade

Sueli Osório
Do Diário do Grande ABC

31/05/2006 | 08:50


O Doblò, carro multiuso da Fiat, entra para a era dos bicombustíveis. A mudança foi positiva para o modelo que agora, além de poder rodar com gasolina, álcool ou a mistura de ambos, ficou mais potente com o novo motor, que gera 9 cavalos a mais que o antecessor – 112 cv a gasolina e 114 a álcool, a 5.500 rpm. O torque é de 17,8 mkgf com o combustível derivado de petróleo e de 18,5 mkgf com o de origem vegetal, a 2.800 rpm. O modelo custa R$ 45.170 na versão ELX, que foi avaliada por Automóveis.

O carro ganhou mais agilidade no trânsito urbano, proporcionando boas saídas e retomadas e bom fôlego nas subidas. Segundo a montadora, vai da imobilidade aos 100 km/h em 12,1 segundos com gasolina e em 11,9 segundos quando abastecido com 100% de álcool. A velocidade máxima é de 165 km/h e 167 km/h, respectivamente. O consumo apontado pela Fiat é de 11 km/l (gasolina) e 7,8 km/l (álcool) na cidade e de 14,8 km/l (gasolina) e 10,4 km/l (álcool) na estrada.

Embora não seja muito grande – tem 4,16 metros de comprimento e 1,71 m de largura –, o modelo tem como principal atrativo o seu espaço interno. Com distância entre eixos de 2,56 m, oferece bom espaço para os ocupantes, inclusive aos passageiros do banco traseiro. A boa altura, de 1,83 m, também permite acomodar com conforto os mais altos. O espaço é generoso para quem precisa levar bagagem ou carga: são 750 litros, chegando a 3 mil litros com o banco traseiro rebatido.

Por fora, foram poucas as mudanças. O modelo passa a trazer a logomarca, a sigla da motorização e o adesivo Flex na tampa traseira do veículo. Os faróis das versões ELX e Adventure ganharam moldura interna metalizada. Nos pára-choques dianteiros, a versão ELX tem agora a parte inferior da entrada de ar pintada na mesma cor do pára-choque, enquanto a Adventure tem um efeito estético prata.

Internamente, as versões ELX e Adventure chegam com novo console central, que possui dois porta-objetos e mais um porta-copos traseiro. Sobre o pára-brisa, há um amplo porta-objetos.

De série, a versão ELX tem itens como direção hidráulica e computador de bordo. Se equipada com o kit Conforto, que inclui ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos, o preço sobe para R$ 49.960. Também é possível colocar dois bancos traseiros suplementares, encarecendo o Doblò em R$ 1.187. Há ainda a versão Cargo, por R$ 41.620, e a Adventure, por R$ 55.830.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;